Blog DIREITO / EXAME DA OAB

Faça anotações a mão e memorize melhor

10/10/2014 15:55:37
teste string(3397) "

 

 

mao-caderno-caneta

Mesmo com muita tecnologia, como o uso de computadores ou tablets, algumas dicas para estudar não exige nada mais que a atenção do aluno, no caso do candidato ao exame e ordem.

Recentemente foi divulgada uma pesquisa na revista Psychological Sciene indica que tomar notas no papel é melhor para a memorização de conceitos do que digitar.

E por que isso acontece?

O motivo é simples: anotar é mão é um processo mais lento e complexo do que o processo de digitar. Isto é, o aluno que digita suas anotações consegue praticamente transcrever toda uma aula sem muito esforço, porém ele não necessita estar prestando atenção no conteúdo para isso. Por outro lado, aquele que está escrevendo suas anotações à mão em um caderno precisa prestar mais atenção tanto no professor, para escrever somente o que for essencial, como no papel – fato que acaba estimulando a sua memória visual.

É válido ressaltar que essa conclusão provém de um estudo realizado em Princeton e UCLA, duas universidades americanas, pelos pesquisadores Daniel Oppenheimer e Pam Mueller. da Universidade da Califórnia e Los Angeles, que foi feito com dois grupos de estudantes: um deles tinha somente um caderno para anotar, enquanto o outro recebeu notebooks desconectados da Internet. Lembre-se que a produtividade das anotações através do computador pode ser ainda pior caso ele esteja conectado à Internet e realizando múltiplas tarefas que possam distrair o estudante.

Algumas dicas para melhorar a eficiência das suas anotações à mão:

1. As notas devem ser legíveis

Tome cuidado para não escrever de maneira tão descuidada que sua letra não possa ser compreendida posteriormente ou por outras pessoas, pois neste caso não será possível estudar em cima delas no momento necessário. Não tenha medo de deixar passar alguns pontos da matéria, mas aqueles que forem relevantes devem estar legíveis no seu caderno.

2. Para melhorar o seu poder de síntese procure sempre trabalhar com as palavras-chave de cada conteúdo.

O mais importante aqui é criar uma lógica de palavras-chave. Não adianta escrever palavras soltas, mas palavras que façam sentido dentro do contexto do que está sendo estudado. Muitas vezes desenhos e esquemas simples também auxiliam na compreensão.

3. Não se preocupe com erros de ortografia.

Este não é o momento de ser avaliado por sua ortografia, e sim de compreender a essência dos assuntos que estão sendo ministrados, por isso não perca tempo pensando em como se escrevem as palavras, apenas anote o que for importante sem muita necessidade de esmero e

4. Procure escrever com as suas próprias palavras

É o processo de ouvir o que o professor fala e resumir de acordo com a sua própria visão que transformam as anotações à mão em algo tão valioso, pois o aluno exercita durante essa tarefa a sua capacidade de transformar um dado em informação sob sua própria ótica das coisas.

"

 

 

mao-caderno-caneta

Mesmo com muita tecnologia, como o uso de computadores ou tablets, algumas dicas para estudar não exige nada mais que a atenção do aluno, no caso do candidato ao exame e ordem.

Recentemente foi divulgada uma pesquisa na revista Psychological Sciene indica que tomar notas no papel é melhor para a memorização de conceitos do que digitar.

E por que isso acontece?

O motivo é simples: anotar é mão é um processo mais lento e complexo do que o processo de digitar. Isto é, o aluno que digita suas anotações consegue praticamente transcrever toda uma aula sem muito esforço, porém ele não necessita estar prestando atenção no conteúdo para isso. Por outro lado, aquele que está escrevendo suas anotações à mão em um caderno precisa prestar mais atenção tanto no professor, para escrever somente o que for essencial, como no papel – fato que acaba estimulando a sua memória visual.

É válido ressaltar que essa conclusão provém de um estudo realizado em Princeton e UCLA, duas universidades americanas, pelos pesquisadores Daniel Oppenheimer e Pam Mueller. da Universidade da Califórnia e Los Angeles, que foi feito com dois grupos de estudantes: um deles tinha somente um caderno para anotar, enquanto o outro recebeu notebooks desconectados da Internet. Lembre-se que a produtividade das anotações através do computador pode ser ainda pior caso ele esteja conectado à Internet e realizando múltiplas tarefas que possam distrair o estudante.

Algumas dicas para melhorar a eficiência das suas anotações à mão:

1. As notas devem ser legíveis

Tome cuidado para não escrever de maneira tão descuidada que sua letra não possa ser compreendida posteriormente ou por outras pessoas, pois neste caso não será possível estudar em cima delas no momento necessário. Não tenha medo de deixar passar alguns pontos da matéria, mas aqueles que forem relevantes devem estar legíveis no seu caderno.

2. Para melhorar o seu poder de síntese procure sempre trabalhar com as palavras-chave de cada conteúdo.

O mais importante aqui é criar uma lógica de palavras-chave. Não adianta escrever palavras soltas, mas palavras que façam sentido dentro do contexto do que está sendo estudado. Muitas vezes desenhos e esquemas simples também auxiliam na compreensão.

3. Não se preocupe com erros de ortografia.

Este não é o momento de ser avaliado por sua ortografia, e sim de compreender a essência dos assuntos que estão sendo ministrados, por isso não perca tempo pensando em como se escrevem as palavras, apenas anote o que for importante sem muita necessidade de esmero e

4. Procure escrever com as suas próprias palavras

É o processo de ouvir o que o professor fala e resumir de acordo com a sua própria visão que transformam as anotações à mão em algo tão valioso, pois o aluno exercita durante essa tarefa a sua capacidade de transformar um dado em informação sob sua própria ótica das coisas.

Comentários