Blog O cinema é

Game of Thrones | The Bells – S08E05

15/05/2019 16:18:46
teste string(11872) "

Burn them all

got s08e05

The Bells foi, sem dúvida, o mais chocante de todos os episódios já feitos de Game of Thrones. Mal os créditos subiram e os fãs, revoltados, já encheram as redes sociais com suas reclamações e desilusões. E não é de se admirar que isso tenha acontecido. Os arcos de muitos personagens seguiram caminhos que não agradaram, sendo pouco condizentes com a essência de cada um deles.

Sendo assim, para a grande maioria dos espectadores, o seriado está acabado, já que falta somente um episódio para o fim e o estrago que foi feito com os eventos do último domingo (12) não tem como ser consertado.

Daenerys

got s08e05

Em The Last of the Starks, episódio da semana anterior, Missandei dedicou seu último sopro de vida a Daenerys, dando uma “ordem” para a rainha dos dragões: dracarys – queime tudo (burn them all). E com a morte de sua amiga mais próxima, decapitada pelo sinistro guarda costas de Cersei, a sanidade da garota de cabelos prateados ficou por um fio… e este foi cortado quando Jon Snow a rejeitou em Pedra do Dragão, depois que ela lhe perguntou se ser a rainha dele era a única coisa que ela significava para ele.

Que Dany tenha ficado louca não chegou a ser uma grande surpresa – ela deu indícios disso ao longo de toda a história. A loucura, aliás, está no sangue dos Targaryen e são poucos os que escapam dela. Mesmo assim, não foi legal vê-la destruindo Porto Real e matando milhares de inocentes a sangue frio quando a guerra já estava vencida. Ela decepcionou todos os que gostavam dela (tanto dentro como fora da história!), foi contra tudo o que tinha construído no Essos, e deixou a capital dos Sete Reinos em cinzas, fazendo jus ao lema da casa Targaryen: Fogo e Sangue. Burn them all.

A propósito, foi justamente esse o cenário que Jaime Lannister impediu, anos antes, ao matar o pai dela, Aerys Targaryen, o Rei Louco. Para quem não se lembra, durante a Rebelião de Robert, para evitar a vitória dos adversários, Aerys tinha um estoque de fogo verde nos quatro cantos de Porto Real, pronto para ser detonado a sua ordem. Quando ficou claro que ele havia perdido e Jaime, que era da Guarda Real, percebeu que Aerys ia dar o comando, esfaqueou-o pelas costas e evitou a destruição, tornando-se regicida e salvando milhares de vidas. Mas Dany tornou o pesadelo realidade e mostrou que não é nem um pouco digna de se sentar no tão disputado Trono de Ferro.

No entanto, não foi só isso que decepcionou. The Bells foi um episódio memorável só por ter nos mantido de queixo caído durante praticamente todos os seus 80 minutos, mas também mostrou muitas das inconsistências dos episódios anteriores. Por exemplo, não é todo mundo que consegue perdoar a morte de Rhaegal, o dragão, a destruição da frota de Dany e o sequestro tão específico de Missandei por Euron Greyjoy em The Last of the Starks. E em The Bells, Dany destruiu a frota Greyjoy em trinta segundos com Drogon. Fácil assim. Mamão com açúcar.

got s08e05

E é claro que foi fácil assim, afinal a garota tinha um dragão, sete infernos! Era para ela ser imbatível! Por que ela não fez isso antes? Teria enfrentado Cersei sem a frota Greyjoy para atrapalhar e Missandei ainda estaria viva! Mas os roteiristas assim quiseram e assim foi. Sem o sequestro de Missandei, não haveria a ordem de queimar (Dracarys) e talvez Dany não tivesse perdido a cabeça e a destruição de Porto Real não tivesse acontecido. As coisas teriam sido bem diferentes. É uma pena que a Quebradora de Correntes tenha se tornado Matadora de Inocentes.

Jon

Já quanto a Jon, suas ações ainda não me incomodaram por dois motivos. O primeiro é o fato de ele amar Dany, o que o impediu de tomar qualquer atitude drástica até o momento. Ele sabia que estava sendo difícil para ela assimilar a verdadeira identidade dele. E o segundo é que ele tinha feito um juramento ao dobrar o joelho para ela, prometendo servi-la e ser-lhe fiel. Ora, jamais podemos esquecer que, Aegon Targaryen ou não, Jon foi criado por Ned Stark, o mais honrado de todos os personagens. A palavra de um homem vale tudo. O lema dos Stark poderia muito bem ser Honra acima de tudo, em vez de O inverno está chegando.

Lembremos também o que aconteceu com Jon por ter mantido seu juramento à Patrulha da Noite… Primeiro, perdeu a mulher que amava, Ygritte (Rose Leslie-Harrington), e depois foi morto pelos próprios companheiros! Portanto, sua passividade não me causou espanto. Era somente Jon sendo Jon. Mas se ele não tomar nenhuma atitude agora, depois de Dany ter feito o que fez, é que vai importar. Aí sim será ruim.

Jaime

Jaime foi a pior decepção de todas, em minha opinião. O homem estava num caminho certo de redenção e todos já o haviam praticamente perdoado e até mesmo esquecido seus atos odiosos do passado – como ter empurrado Bran da janela e o aleijado para sempre. Mas acabou voltando para Cersei e tentou salvá-la. Foi patético sim, mas não de todo surpreendente. Ele simplesmente não conseguiu se livrar do amor que sentia pela irmã gêmea. Talvez ter ficado com Brienne tenha lhe mostrado isso de vez.

Sua captura no caminho para Porto Real também não causa nenhum frisson, afinal, ele estava sozinho e nunca mais conseguiu lutar direito depois de ter perdido a mão direita. Ademais, foi legal que ele tenha conseguido matar Euron Greyjoy.  O que incomodou um pouco foi Jaime ter subido toda a fortaleza vermelha e chegado até Cersei depois de ter levado duas facadas na luta contra o homem de ferro.

Tyrion

got s08e05

O anãozinho é o personagem favorito de muitos dos fãs, mas também se afastou de sua essência, ficando bem mais humano do que um Lannister poderia se tornar. O Tyrion da oitava temporada é muito diferente do Tyrion do começo da história, que não era mal, mas muito menos emotivo e muito mais calculista, um verdadeiro jogador do jogo dos tronos.

Talvez o Tyrion lá da primeira temporada não tivesse hesitado em pular para o lado de Jon Snow assim que percebesse a instabilidade de Dany, ainda mais porque sempre gostou do garoto. Mas não foi isso que aconteceu. A “bondade” do Duende contribuiu para muitos dos acontecimentos que sucederam em The Bells, e não falo por ele ter libertado Jaime – acho que ele teria feito isso em qualquer situação, mas por ter insistido em apoiar a rainha prateada.

O destino de Cersei

Enquanto Dany destilava toda a sua loucura destruindo a capital, Cersei assistia tudo de sua sacada na Fortaleza Vermelha, depositando toda a esperança num tiro certeiro dos scorpions de Qyburn. Mas o tiro não veio, porque Dany queimou todas as máquinas. E então, a autoproclamada rainha dos Sete Reinos teve que aceitar a derrota.

A morte de Cersei era um dos acontecimentos mais esperados desde a primeira temporada – o fato de ela ter sobrevivido até ontem demonstrou uma grande esperteza. E todos esperávamos algo digno de toda a sordidez da Lannister mais velha. Assim, o ideal seria que Jaime a matasse, mas como esse caminho foi descartado, outro destino aceitável seria que Arya ou Tyrion o fizesse. E quando Arya conseguiu entrar na Fortaleza Vermelha, essa possibilidade ficou próxima!

Todavia o Cão de Caça conseguiu persuadir a menina a desistir do assassinato. O teto do castelo estava caindo em cima de todas as cabeças e se Arya insistisse em continuar, poderia muito bem morrer. E ela preferiu viver (graças aos deuses antigos e novos e talvez graças ao deus de muitas faces!).

Agora, Cersei ter morrido soterrada abraçada ao amante, tremendo de medo e chorando foi muito mais do que ela merecia e muito menos do que os fãs esperavam. Algo mais especial poderia ter sido feito, mas pelo menos, finalmente, ela morreu.

O final

O estrago em Porto Real está feito e agora Daenerys é odiada por todos. Por mais que falte somente um episódio, ainda resta muita coisa para acontecer. Sansa ainda terá que se defender da fúria da rainha dos dragões e Tyrion terá que fazer uma escolha. E mais do que tudo, há que se resolver a maior questão de todas: para o bem ou para o mal, quem finalmente irá se sentar no Trono de Ferro?

"

Burn them all

got s08e05

The Bells foi, sem dúvida, o mais chocante de todos os episódios já feitos de Game of Thrones. Mal os créditos subiram e os fãs, revoltados, já encheram as redes sociais com suas reclamações e desilusões. E não é de se admirar que isso tenha acontecido. Os arcos de muitos personagens seguiram caminhos que não agradaram, sendo pouco condizentes com a essência de cada um deles.

Sendo assim, para a grande maioria dos espectadores, o seriado está acabado, já que falta somente um episódio para o fim e o estrago que foi feito com os eventos do último domingo (12) não tem como ser consertado.

Daenerys

got s08e05

Em The Last of the Starks, episódio da semana anterior, Missandei dedicou seu último sopro de vida a Daenerys, dando uma “ordem” para a rainha dos dragões: dracarys – queime tudo (burn them all). E com a morte de sua amiga mais próxima, decapitada pelo sinistro guarda costas de Cersei, a sanidade da garota de cabelos prateados ficou por um fio… e este foi cortado quando Jon Snow a rejeitou em Pedra do Dragão, depois que ela lhe perguntou se ser a rainha dele era a única coisa que ela significava para ele.

Que Dany tenha ficado louca não chegou a ser uma grande surpresa – ela deu indícios disso ao longo de toda a história. A loucura, aliás, está no sangue dos Targaryen e são poucos os que escapam dela. Mesmo assim, não foi legal vê-la destruindo Porto Real e matando milhares de inocentes a sangue frio quando a guerra já estava vencida. Ela decepcionou todos os que gostavam dela (tanto dentro como fora da história!), foi contra tudo o que tinha construído no Essos, e deixou a capital dos Sete Reinos em cinzas, fazendo jus ao lema da casa Targaryen: Fogo e Sangue. Burn them all.

A propósito, foi justamente esse o cenário que Jaime Lannister impediu, anos antes, ao matar o pai dela, Aerys Targaryen, o Rei Louco. Para quem não se lembra, durante a Rebelião de Robert, para evitar a vitória dos adversários, Aerys tinha um estoque de fogo verde nos quatro cantos de Porto Real, pronto para ser detonado a sua ordem. Quando ficou claro que ele havia perdido e Jaime, que era da Guarda Real, percebeu que Aerys ia dar o comando, esfaqueou-o pelas costas e evitou a destruição, tornando-se regicida e salvando milhares de vidas. Mas Dany tornou o pesadelo realidade e mostrou que não é nem um pouco digna de se sentar no tão disputado Trono de Ferro.

No entanto, não foi só isso que decepcionou. The Bells foi um episódio memorável só por ter nos mantido de queixo caído durante praticamente todos os seus 80 minutos, mas também mostrou muitas das inconsistências dos episódios anteriores. Por exemplo, não é todo mundo que consegue perdoar a morte de Rhaegal, o dragão, a destruição da frota de Dany e o sequestro tão específico de Missandei por Euron Greyjoy em The Last of the Starks. E em The Bells, Dany destruiu a frota Greyjoy em trinta segundos com Drogon. Fácil assim. Mamão com açúcar.

got s08e05

E é claro que foi fácil assim, afinal a garota tinha um dragão, sete infernos! Era para ela ser imbatível! Por que ela não fez isso antes? Teria enfrentado Cersei sem a frota Greyjoy para atrapalhar e Missandei ainda estaria viva! Mas os roteiristas assim quiseram e assim foi. Sem o sequestro de Missandei, não haveria a ordem de queimar (Dracarys) e talvez Dany não tivesse perdido a cabeça e a destruição de Porto Real não tivesse acontecido. As coisas teriam sido bem diferentes. É uma pena que a Quebradora de Correntes tenha se tornado Matadora de Inocentes.

Jon

Já quanto a Jon, suas ações ainda não me incomodaram por dois motivos. O primeiro é o fato de ele amar Dany, o que o impediu de tomar qualquer atitude drástica até o momento. Ele sabia que estava sendo difícil para ela assimilar a verdadeira identidade dele. E o segundo é que ele tinha feito um juramento ao dobrar o joelho para ela, prometendo servi-la e ser-lhe fiel. Ora, jamais podemos esquecer que, Aegon Targaryen ou não, Jon foi criado por Ned Stark, o mais honrado de todos os personagens. A palavra de um homem vale tudo. O lema dos Stark poderia muito bem ser Honra acima de tudo, em vez de O inverno está chegando.

Lembremos também o que aconteceu com Jon por ter mantido seu juramento à Patrulha da Noite… Primeiro, perdeu a mulher que amava, Ygritte (Rose Leslie-Harrington), e depois foi morto pelos próprios companheiros! Portanto, sua passividade não me causou espanto. Era somente Jon sendo Jon. Mas se ele não tomar nenhuma atitude agora, depois de Dany ter feito o que fez, é que vai importar. Aí sim será ruim.

Jaime

Jaime foi a pior decepção de todas, em minha opinião. O homem estava num caminho certo de redenção e todos já o haviam praticamente perdoado e até mesmo esquecido seus atos odiosos do passado – como ter empurrado Bran da janela e o aleijado para sempre. Mas acabou voltando para Cersei e tentou salvá-la. Foi patético sim, mas não de todo surpreendente. Ele simplesmente não conseguiu se livrar do amor que sentia pela irmã gêmea. Talvez ter ficado com Brienne tenha lhe mostrado isso de vez.

Sua captura no caminho para Porto Real também não causa nenhum frisson, afinal, ele estava sozinho e nunca mais conseguiu lutar direito depois de ter perdido a mão direita. Ademais, foi legal que ele tenha conseguido matar Euron Greyjoy.  O que incomodou um pouco foi Jaime ter subido toda a fortaleza vermelha e chegado até Cersei depois de ter levado duas facadas na luta contra o homem de ferro.

Tyrion

got s08e05

O anãozinho é o personagem favorito de muitos dos fãs, mas também se afastou de sua essência, ficando bem mais humano do que um Lannister poderia se tornar. O Tyrion da oitava temporada é muito diferente do Tyrion do começo da história, que não era mal, mas muito menos emotivo e muito mais calculista, um verdadeiro jogador do jogo dos tronos.

Talvez o Tyrion lá da primeira temporada não tivesse hesitado em pular para o lado de Jon Snow assim que percebesse a instabilidade de Dany, ainda mais porque sempre gostou do garoto. Mas não foi isso que aconteceu. A “bondade” do Duende contribuiu para muitos dos acontecimentos que sucederam em The Bells, e não falo por ele ter libertado Jaime – acho que ele teria feito isso em qualquer situação, mas por ter insistido em apoiar a rainha prateada.

O destino de Cersei

Enquanto Dany destilava toda a sua loucura destruindo a capital, Cersei assistia tudo de sua sacada na Fortaleza Vermelha, depositando toda a esperança num tiro certeiro dos scorpions de Qyburn. Mas o tiro não veio, porque Dany queimou todas as máquinas. E então, a autoproclamada rainha dos Sete Reinos teve que aceitar a derrota.

A morte de Cersei era um dos acontecimentos mais esperados desde a primeira temporada – o fato de ela ter sobrevivido até ontem demonstrou uma grande esperteza. E todos esperávamos algo digno de toda a sordidez da Lannister mais velha. Assim, o ideal seria que Jaime a matasse, mas como esse caminho foi descartado, outro destino aceitável seria que Arya ou Tyrion o fizesse. E quando Arya conseguiu entrar na Fortaleza Vermelha, essa possibilidade ficou próxima!

Todavia o Cão de Caça conseguiu persuadir a menina a desistir do assassinato. O teto do castelo estava caindo em cima de todas as cabeças e se Arya insistisse em continuar, poderia muito bem morrer. E ela preferiu viver (graças aos deuses antigos e novos e talvez graças ao deus de muitas faces!).

Agora, Cersei ter morrido soterrada abraçada ao amante, tremendo de medo e chorando foi muito mais do que ela merecia e muito menos do que os fãs esperavam. Algo mais especial poderia ter sido feito, mas pelo menos, finalmente, ela morreu.

O final

O estrago em Porto Real está feito e agora Daenerys é odiada por todos. Por mais que falte somente um episódio, ainda resta muita coisa para acontecer. Sansa ainda terá que se defender da fúria da rainha dos dragões e Tyrion terá que fazer uma escolha. E mais do que tudo, há que se resolver a maior questão de todas: para o bem ou para o mal, quem finalmente irá se sentar no Trono de Ferro?

Comentários