Blog TEOLOGIA

Novo Ano Litúrgico

28/11/2014 14:01:58
teste string(2867) "
Roteiro Homilético – 30 de novembro / 2014 – 1º Domingo do Advento/B

 

Cristo nos confiou a sua causa: a prática do amor.

1ª Leitura: (Is 63,16b-17.19b; 64,2b-7) Que Deus se mostre com poder e misericórdia – Provocação poética do amor paterno de Deus por sua criatura, Judá, socialmente agitado e politicamente dependente depois do exílio babilônico. Em sua desolação, o povo reconhece seu pecado; embora fraco como um vaso de argila, confia naquele que o “modelou” (64,3b-8). Deus é Pai. Voltando-se para Deus, a gente pode pedir que ele se volte para nós. 63,16-17 cf Dt. 1,31; 32,9; Jr 31,9; Os 11,1. 63,19b cf Sl 19 [18], 10; 145 [144],5 . 64,2b-7 cf 1Cor 2,9.

 

2ª Leitura: (1Cor 1,3-9) Crescer vistas à plena manifestação de Jesus Cristo – Ação de graças pela confirmação dos coríntios na fé, prova de que Deus é fiel. Que os cristãos o sejam também: irrepreensíveis, com vistas à vinda do Senhor, que se espera para breve. Constante crescimento na comunhão com Cristo, com vistas à sua plena manifestação. 1,5 cf. 2Cor 8,7.9 . 1,6-7 cf 2Cor 6,10; 1Ts 3,13; 1Jo 2,28 . 1,8-9 cf 1Cor 3,13; 2Cor 1,21-22, Fil 1,5.10; 1Jo 1,3.

 

Evangelho: (Mc 13,33-37) Vigilância para a vinda do Senhor – Repetindo o refrão: “Vigiai”, Mc propõe uma parábola: o dono da Casa, ao afastar-se (ausência de Cristo entre a primeira e segunda vinda), encarrega seus servos (= toda a comunidade) e o porteiro (= os apóstolos; cf. o “poder das chaves” para que assumam seu serviço e por ele respondam quando ele voltar de repente (os primeiros cristãos esperavam Cristo para breve). Enquanto Cristo está fisicamente ausente, sua causa é confiada a nós. Cf Mt 25,13-15; 24,42; Lc 19,12-13; 12,38-40.

Continue lendo…

 

"
Roteiro Homilético – 30 de novembro / 2014 – 1º Domingo do Advento/B

 

Cristo nos confiou a sua causa: a prática do amor.

1ª Leitura: (Is 63,16b-17.19b; 64,2b-7) Que Deus se mostre com poder e misericórdia – Provocação poética do amor paterno de Deus por sua criatura, Judá, socialmente agitado e politicamente dependente depois do exílio babilônico. Em sua desolação, o povo reconhece seu pecado; embora fraco como um vaso de argila, confia naquele que o “modelou” (64,3b-8). Deus é Pai. Voltando-se para Deus, a gente pode pedir que ele se volte para nós. 63,16-17 cf Dt. 1,31; 32,9; Jr 31,9; Os 11,1. 63,19b cf Sl 19 [18], 10; 145 [144],5 . 64,2b-7 cf 1Cor 2,9.

 

2ª Leitura: (1Cor 1,3-9) Crescer vistas à plena manifestação de Jesus Cristo – Ação de graças pela confirmação dos coríntios na fé, prova de que Deus é fiel. Que os cristãos o sejam também: irrepreensíveis, com vistas à vinda do Senhor, que se espera para breve. Constante crescimento na comunhão com Cristo, com vistas à sua plena manifestação. 1,5 cf. 2Cor 8,7.9 . 1,6-7 cf 2Cor 6,10; 1Ts 3,13; 1Jo 2,28 . 1,8-9 cf 1Cor 3,13; 2Cor 1,21-22, Fil 1,5.10; 1Jo 1,3.

 

Evangelho: (Mc 13,33-37) Vigilância para a vinda do Senhor – Repetindo o refrão: “Vigiai”, Mc propõe uma parábola: o dono da Casa, ao afastar-se (ausência de Cristo entre a primeira e segunda vinda), encarrega seus servos (= toda a comunidade) e o porteiro (= os apóstolos; cf. o “poder das chaves” para que assumam seu serviço e por ele respondam quando ele voltar de repente (os primeiros cristãos esperavam Cristo para breve). Enquanto Cristo está fisicamente ausente, sua causa é confiada a nós. Cf Mt 25,13-15; 24,42; Lc 19,12-13; 12,38-40.

Continue lendo…

 

Comentários