Blog Veículos

Teste | Toyota Yaris XLS 2019 vale pelo design, mas cobra caro pelo pacote

02/08/2019 13:31:38

Compacto-premium japonês tem visual contemporâneo e farta lista de equipamentos. Equipado com motor 1.5, Toyota Yaris XLS CVT tem preço mais salgado que a concorrência


Por Thiago Ventura
Texto e fotos

Lançado para ocupar a lacuna entre o Etios e o Corolla, o Yaris surgiu como opção da Toyota no segmento dos compactos-premium. (Um pouco) mais acessível que o modelo médio, mas sem a simplicidade de design do Etios, o Yaris encanta pelo visual moderno, mesmo sendo um projeto para mercados emergentes. O Carro Esporte Clube avaliou a versão completa da carroceria hatch Yaris XLS.

Veja mais fotos no final do texto!

O design do Yaris é um ponto positivo e principal cartão de visitas do modelo, principalmente pelo apelo emotivo que o consumidor brasileiro confere ao zero quilômetro. O Toyota Yaris XLS tem um visual moderno, com faróis invadindo as laterais e luzes diurnas de LED. Há uma profusão de vincos, enquanto a grade inferior tem o aspecto de “bocão”. Aliado aos apliques pretos na moldura do farol de milha e ao formato colmeia da grade, o modelo oferece uma pegada de esportivo. 

Veja mais fotos e vídeos no nosso Instagram Stories!

Na traseira,  o Yaris tem lanternas com luzes de LED que invadem a tampa do porta-malas. Acabamento em preto brilhante na Coluna C e na peça que faz a ligação entre as duas laterna faz uma modulação no visual do carro. O carro oferece ainda um discreto aerofólio e defletores na parte interior do para-choques.



Na lateral, a linha de cintura faz uma inclinação ascendente com maçanetas cromadas. O aplique negro na coluna C faz uma caída brusca no final do teto. O Toyota Yaris XlS exibe belas rodas aro 15″ com detalhes pretos e cromados; porém o carro merecida ao menos uma de tamanho 16″, melhor ainda 17″.

Vida a bordo

O estilo arrojado do exterior do compacto-premium japonês contrasta com um painel conservador. Também do lado de dentro, o motorista percebe tratar-se de um projeto mais acessível. O Yaris tem muito plástico duro, por todos os lados, inclusive no painel onde imita couro. Apesar de solução mais barata, é bem feita. Os encaixes são perfeitos e não há rebarbas. A montagem está aprovada. Um black piano na central multimídia e no console dão um detalhe mais bonito ao interior.



O banco tem revestimento em couro perfurado, enquanto o volante multifuncional é do tipo liso. O motorista tem à disposição ajuste de altura manual: os bancos dianteiros abraçam o corpo, melhorando a experiência ao dirigir. O banco do motorista merecia um ajuste lombar mais detalhado, enquanto o volante só tem ajuste de altura: faz falta a regulagem de profundidade. O teto tem acabamento preto e dá um caráter mais esportivo ao modelo.

O quadro de instrumentos tem velocímetro e conta-giros analógicos de fundo escuro, enquanto a lateral direita exibe um computador de bordo. Ao apertar o botão de partida, um belo gráfico de boas vindas aparece mostrando o modelo. O equipamento é bem completo e informa consumo médio e instantâneo, velocidade média e autonomia, além do sistema Eco, que ajuda o motorista a encontrar uma maneira mais econômica de dirigir.



O sistema multimídia tem tela de 7″ polegadas e conta com conexões Wi-Fi e Blueetooth e mídias MP3 e Rádio AM/Fm. O equipamento não em com GPS nativo e motorista precisa utilizar o Waze (meu app favorito) ou Google Maps. O equipamento não é muito intuitivo e leva um pouco de tempo para operá-lo. Além disso, deveria ter mais recursos, como TV Digital e navegador nativo de série, especialmente nas versões topo de linha.

Esta versão oferece teto solar simples de série. O mimo dá um aspecto muito bom no visual do carro, mesmo não sendo panorâmico. É um detalhe que as outras marcas deveriam oferecer.

O porta malas tem 310 litros, volume satisfatório para a categoria e tem um nicho para o pneu sobressalente, guardado interno. Contudo, o espaço tem uma falha bisonha: uma peça de madeira cobre o pneu reserva é coberta um pano encarpetado leve e solto. Esse pano frequentemente fica amassado e enrolado, basta colocar ou retirar qualquer objeto. Uma bola fora de um carro na categoria dos compacto-premium.

Esse tecido simples não combina com a proposta do carro

 

Ao volante


O Yaris XLS é equipado com motor quatro cilindros 1.5 L Dual VVT-i  de alumínio acoplado com transmissão automática CVT Multidrive com sete marchas simuladas. A potência com etanol é 110 cv a 5.600 rpm e o torque é de 146 Nm a 4.000 rpm. Com gasolina, os números são 105 cv e torque de 140 Nm nas mesmas rotações. A primeira dúvida dos nossos leitores é se tal conjunto casa bem o carro. A verdade é que o bloco mostra-se apropriado. 

O desempenho urbano com o compacto japonês é muito bom e o carro desenvolve bem no trânsito, em especial com apenas o motorista a bordo. O Carro Esporte Clube viajou com o modelo de Belo Horizonte até Tiradentes, um trecho de aproximadamente 200 km pela rodovia BR 040, com dois adultos e duas crianças.



O Yaris possibilita uma viagem tranquila, trafegando em velocidade de cruzeiro. Mas numa ultrapassagem, é preciso afundar o pé para tirar mais força do conjunto, situaç˜qu que o motor torna-se muito ruidoso. Abastecido com etanol, o modelo marcou 12,0 km/l no trecho rodoviário. Na cidade, ficou na casa de 5.6 km/h. Em todo o teste, após rodar 630 km, o computador acusou 8.1 km/h.

O Yaris deveria ser 1.8 ou mesmo 2.0? Ao final do período de testes, chegamos à conclusão de que o 1.5 esttá de bom tamanho. Contudo, é mais fraco que os concorrentes, em especial o Polo com seu 1.0 TSI de 128 cv.

A direção é elétrica e mostra-se muito precisa, leve nas manobras e firme em alta velocidade. O sistema de freios, com discos ventilados na dianteira e tambor na traseira, é bem eficiente. O disco traseiro não é necessário, mas por mera questão de marketing poderia ser oferecido.




A suspensão filtra bem as irregularidades do solo, o que podemos comprovar no calçamento de pedra da histórica cidade mineira e em alguns trechos de estrada de terra bem conservada.  Na rodovia, o conjunto segura bem o modelo nas curvas, mas se motorista abusar, há controles de estabilidade e tração.

Por falar em segurança, o Yaris está de parabéns em oferecer dois pontos de ancoragem Isofix com Top Tether. Também merecem destaque os sete airbags: frontal (dois) e lateral (dois): motorista e passageiro dianteiro, airbag de cortina (dois sistemas com duas bolsas cada) e airbag de joelho (um). O modelo foi avaliado com quatro estrelas de segurança para adultos e quatro para crianças pelo Latin NCAP.


Conclusão

O Toyota Yaris XLS 2019 é um carro com um design contemporâneo e bonito e oferece uma lista recheada de equipamentos. Também conta com a confiabilidade da marca junto ao público brasileiro. Porém, o custo benefício fica comprometido com o preço alto cobrado pela marca. Tabela de julho indica preço sugerido de R$ 83.390 nesta versão, que ainda pode ficar mais caro com os R$ 1.5 mil para pintura metálica ou R$ 1.8 mil pela perolizada.



TOYOTA YARIS XLS CVT 2019 FICHA TÉCNICA

MOTOR 

Dianteiro, transversal, quatro-cilindros em linha, 16 válvulas, 1.496cm³ de cilindrada, flex, que desenvolve potências máximas de 105cv (gasolina) e 110cv (etanol) a 5.600rpm e torques máximos de 140 Nm (g)/1146 Nm (e) a 4.000rpm

 

TRANSMISSÃO 

Tração dianteira e câmbio automático tipo CVT com modo sequencial de sete velocidades 

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS (*)

Dianteira, independente tipo McPherson, com barra estabilizadora; e traseira, interdependente, com braços longitudinais/ de liga leve de 6,0 x 15 polegadas (opcional) / 185/60 R15

DIREÇÃO 

Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS

Com discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com assistência ABS/EBD

 

CAPACIDADES

Do tanque, 45 litros; porta-malas, 310 litros; e de carga útil (passageiros mais bagagem), 400 quilos 

 

DIMENSÕES

comprimento, 4,14m; largura, 1,73m; altura, 1,49m; entre-eixos, 2,55m

 

PESO

1.150 quilos

 

PERFORMANCE 

Velocidade máxima de 173km/h (e) e aceleração até 100km/h em 11,8 segundos (e)

CONSUMO INMETRO

Cidade: 12,6km/l(g) e 8,8km/l(e)

Estrada: 13,8km/l(g) e 10km/l(e)

 

EQUIPAMENTOS DE SÉRIE – Computador de bordo com tela de 4.2 polegadas com tecnologia TFT, volante multifuncional, descansa-braços dianteiro e traseiro, controles de estabilidade (VSC) e tração (TRC), assistente de partida em rampa (HAC), direção eletroassistida progressiva (EPS), ar-condicionado automático e digital, vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico por um toque, travas elétricas, faróis e lanterna de neblina, retrovisor interno eletrocrômico, banco traseiro rebatido 40/60 (sedã), freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e assistente de frenagem (BAS), controle de velocidade de cruzeiro e função Eco Driving, chave inteligente presencial, sistema de partida sem chave, multimídia com tela tátil de sete polegadas com funções de rádio AM/FM, MP3, entrada USB, conexão auxiliar Bluetooth, Toyota Play+, sistemas IOS e Android, volante, manopla do câmbio revestidos em couro, rodas de liga leve de 15 polegadas, bancos revestidos em couro, retrovisores com rebatimento elétrico, câmera de ré, teto solar, sensor de chuva, faróis projetores com lâmpadas halógenas e regulagem elétrica, lanternas em LED, sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelhos para o motorista), Isofix com ancoragem Top Tether de cadeiras infantis, função “Siga-me” e alarme volumétrico com monitoramento dos vidros e janelas.

OPCIONAL – Pintura metálica e perolizada.

 

Toyota Yaris XLS CVT 2019-148 Toyota Yaris XLS CVT 2019-122

Toyota Yaris XLS CVT 2019-166 Toyota Yaris XLS CVT 2019-164 Toyota Yaris XLS CVT 2019-86 Toyota Yaris XLS CVT 2019-94 Toyota Yaris XLS CVT 2019-64 Toyota Yaris XLS CVT 2019-32 Toyota Yaris XLS CVT 2019-39 Toyota Yaris XLS CVT 2019-19 Toyota Yaris XLS CVT 2019-1 Toyota Yaris XLS CVT 2019-6

Comentários