Brasil Cidades

17/05/2019 | domtotal.com

Às ruas

A força da presença de estudantes, de manifestantes de todas as idades, de famílias, de profissionais dos mais diversos campos.

Protesto de 15/05 em Belo Horizonte: repúdio ao desmonte e à desestruturação das políticas públicas de Educação.
Protesto de 15/05 em Belo Horizonte: repúdio ao desmonte e à desestruturação das políticas públicas de Educação. Foto (Maíra Cabral/Mídia Ninja)
Esse processo só está apenas no seu início, as praças do Brasil serão palco de intensa movimentação.
Esse processo só está apenas no seu início, as praças do Brasil serão palco de intensa movimentação. Foto (Eleonora Santa Rosa)

Por Eleonora Santa Rosa*

Espetáculo extraordinário de vitalidade e mobilização de uma causa de comoção nacional, a Educação! Um banho de esperança, uma renovação na crença que a sociedade brasileira não desistirá, não se acovardará, não se dispersará e, sobretudo, não aceitará a regressão do país a tempos de horror e de perseguição à inteligência, à criação, ao saber e à formação humanística e solidária.

A força da presença de estudantes, de manifestantes de todas as idades, de famílias, de profissionais dos mais diversos campos, em marcha pacífica pelas ruas, em mais de duzentas cidades de todo o Brasil, num protesto uníssono contra os cortes perpetrados pelo Governo Federal, vocalizados por um titular do MEC que mostra o seu evidente e absoluto despreparo.

Professores, alunos, trabalhadores, servidores da área e uma miríade de outros atores sociais de peso expressaram, nessa última quarta-feira, seu repúdio ao desmonte e à desestruturação das políticas públicas de Educação.  Sinalização clara e inequívoca de que não passará essa política de desmantelamento, de redução orçamentária drástica e de consequências dramáticas a curto, médio e longo prazos. A população está ativa, atenta, organizada, este assunto interessa a todos os segmentos e classes sociais.

A potência da mobilização reside aí, na competente organização, na pressão, na contestação pública, nos debates nas instâncias de representação política e institucional.  Assim, as autoridades entenderão a magnitude e o significado da atuação da sociedade em relação a seus direitos e ao cumprimento das obrigações constitucionais por parte daqueles que por ela foram eleitos.

Esse processo só está apenas no seu início, as praças do Brasil serão palco de intensa movimentação, transformando-se num verdadeiro campo de vigilância democrática, de práticas de cidadania.

Que os governos, em cada esfera da Federação, consigam entender o claro recado que vem emergindo das ruas, lembrando os versos do velho sábio poeta:

“façamos a revolução

antes que o povo a faça

antes que o povo à praça

antes que o povo a massa

antes que o povo na raça

 antes que o povo: A FARSA”.


Poema Frases Feitas, de Affonso Ávila, Código Minas.

*Jornalista

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Outros Artigos

Não há outras notícias com as tags relacionadas.

Instituições Conveniadas