Religião

24/11/2016 | domtotal.com

Presos de Ferrara farão flash mob em homenagem ao Papa

Coreografia deverá reunir, voluntariamente, 50 detentos de diversas religiões e de diferentes nacionalidades.

Flashmob é resposta à acolhida do Papa aos detentos no Jubileu da Misericórdia.
Flashmob é resposta à acolhida do Papa aos detentos no Jubileu da Misericórdia. (Reprodução)
Ferrara – A iniciativa italiana do “Papa é pop” vai ser realizada pela primeira vez numa prisão masculina. O flash mob em homenagem a Francisco e a favor da integração será realizado em 1° de dezembro, a partir das 10h, no instituto “Costantino Satta” da cidade de Ferrara, na região da Emília Romagna.

O evento, que também simboliza o fechamento do Jubileu, quer lançar uma mensagem: da possibilidade da convivência das diversidades num momento delicado em que emergem problemáticas do terrorismo e ligadas à imigração. Só na prisão italiana de Ferrara, por exemplo, a coreografia previamente combinada deverá reunir, voluntariamente, 50 detentos de diversas religiões, entre católicos, muçulmanos e ortodoxos; e de diferentes nacionalidades: brasileiros, cubanos, italianos, marroquinos, ingleses e gregos.  

Um comunicado sobre o flash mob de Ferrara evidencia o contexto da iniciativa que “acontece num ambiente difícil como o carcerário”, como também se trata de “um modelo de exportação de irmandade, num microcosmo que nos mostra como isso seja possível de se realizar através de uma atividade pedagógica que a prisão leva adiante para reintegrar os próprios detentos”. O evento de dezembro dá seguimento ao flash mob de abertura do Jubileu que foi realizado na prisão feminina de Rebibbia, em Roma, em outubro de 2015.

Preparação do flash mob ajuda na reinserção dos presos

Os presos dançarão ao som da música de Igor Nogarotto, também responsável pelo projeto. No início do Ano Santo ele explicou à Rádio Vaticano que o tema “Pope is pop” nasce do fascínio que Francisco exerceu sobre ele: “eu não sou crente, mas me aproximei da Igreja graças a ele, ao seu carisma e por estar um pouco fora dos esquemas, mas sobretudo por ser precisamente ‘pop’, popular”.

Nogarotto acrescentou ainda que, na prisão, “há pessoas que erraram, mas existe o perdão, existe a misericórdia: uma misericórdia e um perdão construtivos. São pessoas que erraram, mas podemos lhes dar a possibilidade de serem reinseridas na sociedade através do sacrifício, do trabalho, do estudo e inclusive através da atividade artística”.

Vídeos com presos de Ferrara contam com um brasileiro

Um vídeo realizado pelos presos de Ferrara foi feito para promover o flash mob de dezembro. Em outra gravação, um dos detentos, de nacionalidade brasileira, explica, dizendo: “queremos fazer um flash mob de fechamento do Jubileu em homenagem de afeto e entusiasmo ao Papa Francisco”. E questiona: “Papa Francisco estará aqui conosco?”.

O “Costantino Satta” de Ferrara é um instituto que se apresenta em boas condições carcerárias com capacidade para 228 presos, mas atualmente abriga 338. Os estrangeiros são mais de 130 com predominância oriunda do Marrocos, Albânia, Romênia e Tunísia.

 


Rádio Vaticano



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!