Cultura Showbiz

06/12/2016 | domtotal.com

Neozelandês afirma ser filho de Prince


Prince morreu em 21 de abril, vítima de uma overdose de analgésicos.
Prince morreu em 21 de abril, vítima de uma overdose de analgésicos. (Getty/AFP/Arquivos)

Um homem nascido na Nova Zelândia tornou-se a última pessoa a se dizer herdeiro do falecido ícone pop Prince, depois que um juiz rechaçou uma série de reivindicações similares, segundo documentos judiciais apresentados nesta segunda-feira (5).

Um advogado do administrador encarregado da herança de Prince aceitou que Max Stacey McCormack fizesse um exame genético, mas não ocultou suas dúvidas sobre a veracidade da demanda.

McCormack, nascido na cidade de Invercargill - no extremo sul da Nova Zelândia - apresentou como evidência a foto de uma pessoa que tem "uma sutil semelhança física" com Prince, mas não parece ser o astro de "Purple Rain", disse David Crosby, que representa o fundo Bremer Trust.

"Devemos admitir que estamos algo céticos diante de suas reivindicações, levando em conta que (Prince) estava terminando o ensino médio em Minnesota (norte) em 1976, algo diferente de viver na Nova Zelândia por vários meses", disse Crosby sob juramento.

No entanto, em carta apresentada a uma corte de Minnesota, Crosby disse que teoricamente é possível que a mãe de McCormack tenha feito sexo com Prince. O advogado deu ao neozelandês e à mãe dele até 12 de dezembro para fazer o exame de DNA.

Segundo um artigo publicado no jornal The Southland Times, publicado em 2007, McCormack, que na ocasião tinha 30 anos, foi apresentado à Justiça por tentar ferir uma mulher com uma machadinha.

Prince morreu em 21 de abril, vítima de uma overdose de analgésicos, sem deixar testamento. Desde então, uma longa lista de pessoas reivindica sua herança milionária e seu vasto catálogo musical.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas