Religião

19/09/2017 | domtotal.com

Vaticano rejeita envolvimento no desaparecimento de jovem há mais de 30 anos

Emanuela Orlandi é filha de um funcionário da Prefeitura da Casa Pontifícia.

Manifestação pelo caso de Emanuela Orlandi em Roma.
Manifestação pelo caso de Emanuela Orlandi em Roma. (Reprodução)

A secretaria de Estado do Vaticano emitiu esta segunda-feira uma nota oficial que rejeita qualquer envolvimento da Santa Sé no caso de Emanuela Orlandi, que desapareceu em Roma, a 22 de junho de 1983.

A reação surge após a publicação de artigos em jornais italianos, que antecipam o lançamento de um livro sobre o tema, acusando a Santa Sé de pagar uma grande quantia de dinheiro para administrar a permanência de Orlandi fora da Itália.

A Secretaria de Estado desmente “com firmeza” a autenticidade do documento que comprovaria o alegado envolvimento no caso, considerando “falsas e sem de fundamento” as notícias relacionadas.

A Santa Sé manifesta solidariedade com a “imensa dor” da família Orlandi.

Leia a nota na íntegra

Comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé, 18.09.2017

Para o iminente lançamento de um livro, dois jornais italianos publicaram um suposto documento da Santa Sé, nesta manhã, que atesta o pagamento de grandes somas pelo Vaticano para gerir a permanência fora da Itália de Emanuela Orlandi, que desapareceu em Roma, em 22 de junho de 1983.

O Secretário de Estado refuta firmemente a autenticidade do documento e declara que a informação nele contida é completamente falsa e sem fundamento.

É especialmente triste que essas falsas publicações que, entre outras coisas, lesam a honra da Santa Sé e exacerbam a jé imensa dor da família Orlandi, à qual o Secretário de Estado reafirma sua solidariedade.


Ecclesia/ Sala Stampa della Santa Sede

TAGS


EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.

Comentários