Brasil Eleições 2018

27/10/2018 | domtotal.com

Joaquim Barbosa diz que Bolsonaro lhe inspira medo e declara voto em Haddad

Indicado a uma vaga no STF por Lula, Barbosa ganhou a antipatia de petistas por conta de sua atuação como relator do mensalão, que levou à prisão líderes do partido.

"Votar é fazer uma escolha racional. Eu, por exemplo, sopesei os aspectos positivos e os negativos dos dois candidatos que restam na disputa". (Ueslei Marcelino/Reuters)

Por Eduardo Simões

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou neste sábado que o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, lhe inspira medo, sem citar nominalmente o capitão da reserva, e declarou voto no petista Fernando Haddad no segundo turno da eleição presidencial no domingo.

"Votar é fazer uma escolha racional. Eu, por exemplo, sopesei os aspectos positivos e os negativos dos dois candidatos que restam na disputa. Pela primeira vez em 32 anos de exercício do direito de voto, um candidato me inspira medo. Por isso, votarei em Fernando Haddad", escreveu Barbosa em sua conta no Twitter.

O ex-presidente do Supremo ganhou notoriedade nacional em 2012 com o julgamento do mensalão do PT. Indicado a uma vaga no STF pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Barbosa ganhou a antipatia de petistas por conta de sua atuação como relator do processo que levou à prisão líderes do partido.

Ele chegou a aventar a possibilidade de se candidatar à Presidência pelo PSB na eleição deste ano, mas em maio disse ter tomado a "decisão estritamente pessoal" de não entrar na disputa pelo Palácio do Planalto e desde então não fez nenhuma declaração pública sobre o pleito.

A declaração de voto de Barbosa foi republicada por Haddad em seu perfil no Twitter. O petista vem buscando criar uma "frente ampla democrática" de apoio à sua candidatura e para fazer frente ao que afirma ser uma ameaça à democracia representada por Bolsonaro.


Reuters

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas