Cultura Cinema

01/12/2018 | domtotal.com

O poder dos seriados históricos

A História é escrita pelos vencedores e não há como saber como teria sido.

O saxão Uthred e o viking Ragnar Lothbrok, personagens dos novos seriados da Netflix.
O saxão Uthred e o viking Ragnar Lothbrok, personagens dos novos seriados da Netflix. (Divulgação)

Por Flávia Leão*

Está tudo ligado. Mesmo. Neste mês de novembro as novas temporadas dos seriados Vikings e The Last Kingdom estrearam na plataforma de streaming Netflix. Apesar de uma nada ter a ver com a outra, suas narrativas se conectam na linha cronológica da História. Vikings tem como foco a vida do lendário guerreiro viking, Ragnar Lothbrok (interpretado por Travis Fimmel), conhecido como flagelo da Inglaterra e da França. Já The Last Kingdom conta a saga de Uthred (Alexander Dreymon), notável guerreiro saxão que lutou pela Inglaterra durante os reinados de Alfredo, o Grande e Eduardo, o Velho.

Conhecer a história da Inglaterra pode parecer não ter muita importância para nós brasileiros, mas se pensarmos assim, estaremos muito enganados. Está tudo ligado. Os nórdicos, de povos antigamente conhecidos como vikings, foram, por muito tempo, os piores inimigos dos ingleses, já que invadiam seu país em busca de terras para cultivo (o solo no norte sempre foi pobre, quase inútil para a prática da agricultura) e riquezas. E é aí que entra Ragnar Lothbrok, em Vikings, um dos pioneiros nessas incursões que devastou a ilha inglesa.

A fúria dos vikings foi tamanha que o país que hoje conhecemos como Inglaterra quase foi perdido para eles, quase se tornou uma segunda Dinamarca, ou Noruega, ou Finlândia. Mas um rei lá no sul das terras saxãs enxergou o perigo e se rebelou contra ele. Seu nome era Alfredo, homem franzino e doente, mas de uma inteligência ímpar, que com a ajuda de grandes guerreiros (um dos quais o seriado The Last Kingdom – baseado nas incríveis Crônicas Saxônicas do escritor Bernard Cornwell - chamou Uthred), começou a expulsar os nórdicos, tendo seus descendentes, a começar por seu filho, Eduardo, juntado os reinos de  língua inglesa num país só. Hoje ele se chama Inglaterra.

Mais tarde a Inglaterra colonizou os Estados Unidos que, hoje, ainda permanece como a maior economia do mundo. Teria sido assim se os vikings tivessem vencido? Se os Alfredos e Uthreds da vida tivessem sucumbido? Me atrevo a imaginar que não. A História é escrita pelos vencedores e não há como saber como teria sido. Mas tem como sabermos como foi!

*Flávia Leão é advogada e jornalista

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Outros Artigos

Não há artigos para exibir do dia 01/12/2018

Instituições Conveniadas