Cultura Teatro

08/12/2018 | domtotal.com

Teatro João das Neves é palco da peça 'Eclipse Solar'

O espetáculo faz parte da formatura do terceiro ano do Curso Técnico de Teatro do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart.

A ação acontece de forma simultânea, com o público podendo acompanhar tanto a atuação dos atores no palco quanto as projeções.
A ação acontece de forma simultânea, com o público podendo acompanhar tanto a atuação dos atores no palco quanto as projeções. (Paulo Lacerda / Divulgação da Fundação Clóvis Salgado)

Reflexões sobre política, humanismo, pessimismo e desejo de liberdade compõem Eclipse Solar, espetáculo de formatura do 3º ano do Curso Técnico de Teatro do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart, cuja estreia será no Teatro João Das Neves, no Cefart Andradas. Com direção de Ricardo Alves Jr e dramaturgia de Germano Melo, a montagem retrata, por meio de narrativa fragmentada, um grupo de expatriados na Cidade dos Exilados que, enquanto espera um eclipse solar total, se refugia em seus próprios medos para transformar a dor em potência de vida. O elenco traz na maquiagem, nos cabelos e figurinos uma forte influência visual da disco e punk rock da década de 1980.

O cineasta Ricardo Alves Jr. foi convidado pelos alunos para dirigir a peça. Segundo ele, era proposta dos formandos realizar uma troca entre cinema e teatro, em uma criação híbrida que reunisse elementos dos dois gêneros. Assim, a ação acontece de forma simultânea, com o público podendo acompanhar tanto a atuação dos atores no palco quanto as projeções.

“Pode-se dizer que essa montagem busca resistência, que é, agora, uma palavra de ordem principalmente para a cultura. Não podemos deixar de pensar que a arte, hoje, é por si só um lugar de resistência, e isso é muito importante para uma turma que está se formando. Esse Eclipse vem apontar que é possível resistir e de que modo faremos isso”, comenta Ricardo, cujo último trabalho Russa (2018) estreou na competição de curtas metragens do Festival de Berlim.

Para completar a equipe, o diretor convidou o ator e roteirista de cinema Germano Melo para criar a dramaturgia de Eclipse Solar. O vídeo terá transmissão ao vivo, utilizando a linguagem da projeção para trabalhar um teatro de cinema com uso do primeiro plano, de forma que o público veja o máximo de expressão dos atores. “A linguagem cinematográfica está também nas luzes, na espacialização e utilização sonora, além da projeção de vídeos, apresentados como uma espécie de cartas para o futuro que se conectam, também, com o presente”, revela.

Para o diretor, ser convidado por uma turma do Cefart e trabalhar com os alunos num momento tão crucial de sua formação foi instigante. “É uma alegria e um desafio dirigir uma turma que está formando dez pessoas, com dez cabeças de artistas diferentes, buscando colocar toda a sua potência no palco. Nós que somos do teatro em Minas Gerais sabemos da importância dessa formatura, já que diversos nomes e grupos profissionais de destaque hoje representam toda uma geração de artistas que passaram pelo Cefart”, ressalta.

Cultura disco e liberdade - Eclipse Solar faz uma referência visual e sonora à década de 80, com canções como Total Eclipse of the Heart (Bonnie Tyler), I Love to Love (Tina Charles) e Take On Me (A-ha). Esse período foi escolhido pela sua possibilidade de vislumbre de um mundo democrático, com a queda do muro de Berlim e regimes autoritários em diversos países do mundo, inclusive no Brasil. Trata-se de uma era da liberdade de expressão, da liberdade sexual, dos corpos bailando ao som da disco, da consolidação do rock como gênero musical e modo de vida. Mesclada à trilha sonora mecânica, os atores vão interpretar algumas das composições ao vivo. A ideia, conta o diretor, é mostrar que, apesar de tudo o que os exilados enfrentam, ainda há espaço para celebrar. “Mesmo diante da maior ou mais cruel adversidade, ainda somos capazes de transfigurar dor ou angústia em inquebrantável potência de vida. É preciso dançar. Pois então, sem dúvida, dançaremos”, comemora Ricardo Alves Jr.

Serviço:

Período: até 15 de dezembro

Horário: quinta, às 21h; sexta e sábado, às 19h e 21h, domingo às 19h

Local: Cefart Andradas, Av. dos Andradas, 723 – Centro (ao lado da Serraria Souza Pinto)

Entrada gratuita

Informações para o público: (31) 3236-7400 | www.fcs.mg.gov.br


Fundação Clóvis Salgado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas