Brasil Cidades

02/02/2019 | domtotal.com

Moradores de Brumadinho contabilizam prejuízos

O DomTotal voltou à cidade da região metropolitana de BH uma semana após o rompimento da barragem e viu de perto a destruição causada.

A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador.
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Moradores do local acompanham as buscas em meio aos escombros.
Moradores do local acompanham as buscas em meio aos escombros. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador.
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador.
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro conversa com integrantes do Corpo de Bombeiros.
O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro conversa com integrantes do Corpo de Bombeiros. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro mostra o que restou do sítio de sua mãe.
O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro mostra o que restou do sítio de sua mãe. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador.
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro conversa com integrantes do Corpo de Bombeiros.
O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro conversa com integrantes do Corpo de Bombeiros. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador.
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador.
Bombeiros buscam vítimas soterradas com a ajuda de um cão farejador. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras.
A lama destruiu casas e soterrou parte do bairro Parque das Cachoeiras. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Placa na entrada do sítio de Beatriz Alves da Costa.
Placa na entrada do sítio de Beatriz Alves da Costa. Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Helicópteros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro sobrevoavam a região
Helicópteros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro sobrevoavam a região Foto (Patrícia Azevedo/Dom Total)
Equipe do portal Dom Total entrevista o auxiliar Emerson Leandro.
Equipe do portal Dom Total entrevista o auxiliar Emerson Leandro. Foto (Dário Oliveira/Dom Total)

Patrícia Azevedo
Enviada especial a Brumadinho (MG)

BRUMADINHO - Uma semana após o rompimento da barragem da Vale, a destruição causada pela enxurrada de rejeitos continua a impressionar. Nesta sexta-feira (1º), a reportagem do Dom Total seguiu novamente para Brumadinho para acompanhar os desdobramentos do desastre. No bairro Parque das Cachoeiras, que teve sua parte mais baixa soterrada, o cenário era impactante: móveis, eletrodomésticos, telhas, pedaços de paredes, árvores, caixas d’água e até mesmo um automóvel se misturavam ao mar de lama que invadiu a região. De acordo com os moradores, 25 casas foram totalmente destruídas e outras dezenas foram parcialmente atingidas.

O auxiliar de serviços gerais Emerson Leandro dos Santos estava no local e mostrou à reportagem o que restou do sítio de sua mãe, a aposentada Beatriz Alves da Costa. “É uma tristeza, dá para você ver os escombros, tem uma moto jogada ali no meio. [...] Minha mãe dependia desse sítio, ela alugava. Tinha piscina, sinuca, galinha, cavalos lá na parte de trás, quatro Kombis. Acabou tudo”, lamentou Emerson.

No momento do acidente, ele estava trabalhando em uma horta do bairro, juntamente com quatro colegas. Escutou um estrondo, como a explosão de uma bomba, seguida por um barulho que aumentou continuamente. “Para mim era chuva, então continuei a trabalhar. Aí escutamos árvores caindo e um colega falou: pode ser a barragem que está estourando. Quando fomos lá embaixo olhar, os rejeitos já estavam varrendo as pessoas que trabalhavam na horta, começamos a ficar doidos, jogando corda, jogando bambu, tentando segurar e trazer elas, mas não adiantava. Elas afundavam rapidamente. Não dá nem para calcular”, contou Emerson.

Ao auxiliar, restava fugir. Pelo caminho, encontrou outras pessoas correndo e gritando. “Estavam todas apavoradas”, destacou. Ao chegar em uma parte mais alta, tentou avistar o sítio sua mãe, sem sucesso. “Antes dava para ver a quina do sítio e as outras casas. Já falei: ‘foi tudo para chão’. Quando cheguei aqui, a casa estava mesmo destruída, o telhado, a varanda que minha mãe tinha feito. [...] Sorte que ela não estava na casa na hora.” De acordo com Emerson, sua mãe foi levada para um hotel em Mário Campos, de onde acompanha as buscas pela televisão. “Está muito triste, muito abalada”, completou.

Enquanto Emerson concedia a entrevista para o Dom Total, helicópteros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro sobrevoavam a região. Em certo momento, bombeiros chegaram pela lama, acompanhados por um cão farejador, em busca de possíveis vítimas soterradas.

Indignação  

De acordo com o auxiliar de serviços gerais, o sentimento que tomou Brumadinho é de tristeza e indignação. Ele espera uma resposta rápida da Vale, mas acredita que o processo para receber a indenização será demorado. “Eles vão enrolar. [...] Eles podiam ter avisado que a barragem estava em risco, falado para gente não ficar aqui, mas foram jogando rejeitos, até que explodiu e varreu todo mundo. Aqui não tem como morar mais, acabou com as nascentes, com as lagoas onde gostávamos de pescar, com o ar puro. Agora é o mal cheiro, a lama, o barro, o rejeito que vai ficar por anos”, apontou.


Patrícia Azevedo/Redação Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!


Instituições Conveniadas