Esporte Futebol Internacional

04/03/2019 | domtotal.com

Borussia Dortmund precisa de virada difícil diante do Tottenham


O técnico do Borussia Dortmund, o suíço Lucien Favre, disse que não há razão para falar de crise
O técnico do Borussia Dortmund, o suíço Lucien Favre, disse que não há razão para falar de crise (AFP/Arquivos)

Após um ótimo início de temporada, o Borussia Dortmund está a ponto de jogar tudo por água abaixo. Nesta terça-feira o time alemão precisa praticamente de um milagre em seu estádio diante do Tottenham para reverter os 3 a 0 que sofreu na ida, nas oitavas da Champions.

O que terá acontecido com o jovem time do técnico suíço Lucien Favre, que foi exaltado depois de fazer com que seu grupo heterogêneo apresentasse um jogo brilhante, capaz de vencer o Atlético de Madrid por 4 a 0 na Champions em outubro e colocar 9 pontos de vantagem sobre o Bayern de Munique antes do Natal?

No último mês, o time só venceu um de seus sete jogos, contando todas as competições. Nesse período foi eliminado da Copa da Alemanha e viu o Bayern de Munique alcançá-lo em número de pontos no fim de semana.

- 'Verdes demais' -

"Verdes demais, jovens demais, em plena reflexão", disse nesta segunda-feira o jornal Kicker.

Na sexta-feira o Dortmund perdeu por 2 a 1 fora de casa para o Augsburg, que está na parte de baixo da tabela, sofrendo dois gols por erros de dois jovens zagueiros; o francês Dan-Axel Zagadou, de 19 anos, e o marroquino Hachraf Hakimi, de 20.

Matthias Sammer, ex-técnico e jogador do clube, atualmente conselheiro independente, deu declarações fortes na sexta.

"Se você tem grandes objetivos e não diz abertamente a verdade, isso é difícil. Faz falta alguém que dê um soco na mesa e diga 'Estou cansado disso!'", afirmou Sammer, se referindo à atitude protetora da diretoria e do treinador em relação aos jovens.

Quem pode levantar a voz no vestiário? Roman Burki, o experiente goleiro suíço, declarou após a derrota de sexta-feira: "Devo me controlar para não arrancar a cabeça de alguns".

"Nós fazemos gols em nós mesmos com falhas individuais, não podemos perder a bola tão facilmente", acrescentou a estrela e capitão Marco Reus, que perdeu o jogo de ida em Wembley e volta na terça-feira.

O técnico Favre insiste há semanas que a equipe está em fase de aprendizado e vivendo um mau momento durante a temporada que é algo normal e por isso não há razão para falar de crise.

- Harry Kane também volta -

O Tottenham tampouco chega em seu melhor momento. Desde a excelente partida de ida das oitavas, não conseguiu uma vitória (duas derrotas e um empate). Mas tem um desafio histórico: se classificar pela segunda vez para as quartas, depois de 2011, e além disso conta de novo com Harry Kane, que também ficou de fora na primeira partida.

Afastado durante seis semanas devido a uma lesão no tornozelo, a estrela inglesa teve uma volta difícil, sem bons resultados, enquanto que o time dirigido pelo argentino Mauricio Pochettino sobreviveu a sua ausência de uma maneira mais do que digna.

"Dois resultados decepcionantes em uma semana, o derby de Londres foi a partida perfeita para mostrar nossa paixão e mostrar aos torcedores que estamos preparados para lutar pelo que sobrou da temporada", disse Kane após empatar em 1 a 1 com o Arsenal no sábado.

Kane é uma ameaça na Champions, com 13 gols em seus últimos 16 jogos.

"Não vou dizer que somos um dos favoritos para ganhar a Liga dos Campeões, mas acho que mostramos em algumas partidas, como diante do Real Madrid e do Barcelona, que podemos vencer as grandes equipes", acrescentou o jogador que já marcou 22 gols nesta temporada.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas