Esporte Seleção Brasileira

27/03/2019 | domtotal.com

Com bom segundo tempo, Brasil vira sobre a República Tcheca


O Brasil venceu a República Tcheca em Praga por 3 a 1 depois de começar perdendo
O Brasil venceu a República Tcheca em Praga por 3 a 1 depois de começar perdendo (AFP)

O Brasil venceu por 3 a 1 a República Tcheca na terça-feira (26) em Praga, no último amistoso da seleção antes do técnico Tite divulgar a lista definitiva para a Copa América que será disputada de 14 de junho a 7 de julho.

David Pavelka (37) abriu o placar para os tchecos no primeiro tempo, mas o Brasil virou na segunda etapa com um gol de Roberto Firmino (49) e dois do atacante Gabriel Jesus (83 e 90).

Após o decepcionante empate em 1 a 1 com o Panamá no último sábado no Porto, o Brasil precisava de um resultado positivo para acabar com as dúvidas antes do torneio continental.

Tite mudou todo o setor defensivo (incluindo Allison que deu lugar a Ederson no gol), e manteve apenas Casemiro como volante.

O técnico decidiu dar um voto de confiança a sua linha ofensiva e voltou a jogar com Philippe Coutinho, Richarlison, Roberto Firmino e Lucas Paquetá, autor do gol contra os panamenhos.

Brasil mal na primeira etapa

Em Praga foi uma partida de duas caras: na primeira os brasileiros apenas se aproximaram da área rival e os tchecos foram até melhores em alguns momentos dando alguma esperança à torcida após o gol de Pavelka.

A seleção da República Tcheca vinha de uma humilhação sofrida no sábado no estádio de Wembley, em Londres, quando perdeu de 5 a 0 para a Inglaterra na estreia nas eliminatórias para a Euro-2020.

Talvez devido a essa contundente derrota, os tchecos começaram o jogo muito temerosos. O Brasil teve a posse de bola nos primeiros minutos, mas sem transformar esse domínio em chances de gol.

Diante da falta de criatividade dos brasileiros no ataque, a República Tcheca tentou marcar mas Allison evitou o gol com uma bela defesa, depois que Patrik Schick chutou por debaixo da barreira na primeira chance clara de gol da partida (22).

O Brasil respondeu com outra falta, cobrada com força por Casemiro, mas que o goleiro tcheco defendeu com os punhos (27).

Depois de dois avanços perigosos na área brasileira, a República Tcheca abriu o placar após uma falha de Allan que não conseguiu cortar e Schick deixou de calcanhar para Pavelka que, antes de entrar na área, disparou com o pé esquerdo para dentro do gol de Allison (37).

A seleção não achava uma maneira de superar a retranca tcheca e terminou o primeiro tempo em desvantagem.

Tite acerta nas substituições

Mas, após o intervalo, as entradas em campo de Arthur e dos atacantes Gabriel Jesus, Everton e David Neres deram uma cara melhor à seleção, com um futebol muito mais cadenciado e eficiente no ataque.

Logo aos 4 minutos, o Brasil aproveitou o primeiro erro da equipe da casa para marcar. Marquinhos fez um lançamento em profundidade que foi cortado por Theodor Grebe Selassie, mas o lateral, que tinha acabado de entrar, fez um passe longo demais para o zagueiro central Marek Suchy e Firmino se adiantou para chutar por debaixo do goleiro Jiri Pavlenka (49).

Esse gol, além do cansaço dos tchecos, deu um impulso aos brasileiros, que começaram a jogar muito melhor do que no primeiro tempo, mas Pavlenka salvou a seleção tcheca enquanto pôde.

O goleiro fez uma bela defesa em um chute de Coutinho para evitar o segundo gol (61) e minutos depois salvou com o corpo um disparo de David Neres, o jovem atacante do Ajax que havia substituído Richarlison (77).

Gabriel Jesus desencanta

A seleção finalmente foi premiada por sua atuação no segundo tempo por meio de Gabriel Jesus apenas 10 minutos depois de entrar no lugar de Philippe Coutinho. E no último minuto do tempo regulamentar, o atacante do Manchester City decretou a vitória após uma bela jogada coletiva.

O técnico Tite ressaltou a melhora na segunda etapa. "Foi ruim o primeiro tempo. O começo até foi bom, equilibrado. Depois, do meio para o final, a equipe errou muito passe, não conseguiu jogar bem. No segundo tempo, com as mudanças, a equipe cresceu e criou mais oportunidades. Fez um grande segundo tempo".

O triunfo dá uma certa tranquilidade à equipe, a Tite e à exigente torcida brasileira que não admite outro resultado que não seja o título da Copa América em casa para espantar o fantasma da Copa de 2014.


AFP

TAGS


EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.

Comentários