Religião

02/04/2019 | domtotal.com

Igreja brasileira busca resposta para crise migratória venezuelana

Acolhida de migrantes por paróquia de São Paulo é exemplo para outras paróquias e dioceses no país.

O Brasil amazônico é o lar de dezenas de milhares de venezuelanos que fogem da fome. Desde 2017, 176 mil passaram da única
O Brasil amazônico é o lar de dezenas de milhares de venezuelanos que fogem da fome. Desde 2017, 176 mil passaram da única "porta de entrada" ao longo da fronteira entre os dois países: Pacaraima (Francesco Pistilli/ AVSI)

A solidariedade na acolhida dos migrantes venezuelanos é um dos desafios que a Igreja Católica brasileira enfrenta nos últimos meses. A maioria chega ao país na divisa com Pacaraima, no estado de Roraima, situação que continua, apesar da fronteira ter sido fechada. A diocese local é um dos principais centros de acolhida. Nos últimos meses foi criado o projeto "Caminhos da solidariedade", um trabalho importante conduzido pela Caritas junto com outras instituições da Igreja local. Em outros lugares do Brasil, várias paróquias, escolas e congregações religiosas estão se apresentando para receber esses migrantes e oferecer alternativas para ajudá-los em suas necessidades.

Uma dessas experiências é promovida pela paróquia de Santa Marta e Santa Paula, na cidade de Leme, diocese de Limeira, no estado de São Paulo. Em declaração enviadas à Agência Fides pela Caritas Roraima, a atitude do pároco, padre Isaías Daniel, que contatou Dom Mario Antônio da Silva, bispo de Roraima, surgiu da tentativa de ver como sua paróquia poderia colaborar para com os migrantes.

A atitude pode servir de exemplo no diálogo com outros pedidos do poder público e redes locais, a fim de que se consiga dar suporte à família venezuelana a ser acolhida por uma paróquia. A Caritas Roraima enfatiza que essa experiência mostra que as paróquias podem oferecer experiências que transformam concretamente a vida das pessoas.

Ao mesmo tempo, a instituição espera que esse tipo de atitude leve mais dioceses e paróquias de todo o país a assumir uma iniciativa similar, que até agora não é comum em muitas dioceses brasileiras. Nesse sentido, Dom Mário Antônio da Silva, em carta enviada aos seus irmãos no Episcopado, destacou recentemente como é posto em prática o compromisso que os próprios Bispos realizaram durante a Assembleia Geral de 2018: solidarizar-se com as numerosas famílias venezuelanas de Roraima. 


Fides - Tradução: Gilmar Pereira

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!


Instituições Conveniadas