ESDHC

08/04/2019 | domtotal.com

Encontro acadêmico pensa estudante para além do mercado

Dom Helder promove 'Encontro acadêmico' para desenvolvimento humano dos estudantes.

Ao final do dia, a alegria estampada no rosto dos participantes do  'Encontro Acadêmico' (Encad).
Ao final do dia, a alegria estampada no rosto dos participantes do 'Encontro Acadêmico' (Encad). Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O jesuíta Carlos César foi um dos organizadores do Encad.
O jesuíta Carlos César foi um dos organizadores do Encad. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad aconteceu na Unidade III da Dom Helder.
O Encad aconteceu na Unidade III da Dom Helder. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A Unidade III fica localizada em Brumadinho.
A Unidade III fica localizada em Brumadinho. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Os estudantes da DHC chegaram animados para o Encad.
Os estudantes da DHC chegaram animados para o Encad. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad reuniu os estudantes das turmas A e B do curso de Direito.
O Encad reuniu os estudantes das turmas A e B do curso de Direito. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A mestranda Joana e o prof. Agripa fizeram parte da equipe organizadora do Encad.
A mestranda Joana e o prof. Agripa fizeram parte da equipe organizadora do Encad. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Os participantes foram recebidos com um café da manhã.
Os participantes foram recebidos com um café da manhã. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Durante o café da manhã, os participantes se alimentaram também da companhia dos amigos.
Durante o café da manhã, os participantes se alimentaram também da companhia dos amigos. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O dia foi marcado pela alegria e amizade.
O dia foi marcado pela alegria e amizade. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O dia também foi um tempo de descanso após a semana de provas.
O dia também foi um tempo de descanso após a semana de provas. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad foi um tempo de cultivar as amizades.
O Encad foi um tempo de cultivar as amizades. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Além das atividades propostas, os estudantes puderam se divertir na Unidade III da DHC.
Além das atividades propostas, os estudantes puderam se divertir na Unidade III da DHC. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O contato com a natureza foi um dos pontos autos do encontro.
O contato com a natureza foi um dos pontos autos do encontro. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Professor Agripa foi um dos mediadores das atividades do encontro.
Professor Agripa foi um dos mediadores das atividades do encontro. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A estudante Ana Luiza se disse encantada com a paisagem da Unidade III.
A estudante Ana Luiza se disse encantada com a paisagem da Unidade III. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A manhã do Encad foi marcada pela reflexão.
A manhã do Encad foi marcada pela reflexão. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Os participantes puderam repensar sua caminhada de vida.
Os participantes puderam repensar sua caminhada de vida. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
As reflexões foram conduzidas de maneira alegre e espontânea.
As reflexões foram conduzidas de maneira alegre e espontânea. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Na primeira atividade, os participantes repensaram seus valores.
Na primeira atividade, os participantes repensaram seus valores. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A primeira dinâmica foi colorida de alegria e envolvimento dos participantes.
A primeira dinâmica foi colorida de alegria e envolvimento dos participantes. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Todos participaram ativamente das atividades.
Todos participaram ativamente das atividades. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Todas as dinâmicas confrontaram os participantes com sua própria história e escolhas de vida.
Todas as dinâmicas confrontaram os participantes com sua própria história e escolhas de vida. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Os participantes destacaram a alegria que marcou o dia.
Os participantes destacaram a alegria que marcou o dia. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O grupo de alunos se subdividiu em grupos menores para melhor aprofundarem na partilha de vida.
O grupo de alunos se subdividiu em grupos menores para melhor aprofundarem na partilha de vida. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza.
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza.
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A segunda dinâmica envolveu uma pescaria.
A segunda dinâmica envolveu uma pescaria. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Estudantes pescaram o alimento para o almoço.
Estudantes pescaram o alimento para o almoço. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Grande parte dos estudantes vive em ambiente urbano e o dia possibilitou o contato com o campo e a vida simples.
Grande parte dos estudantes vive em ambiente urbano e o dia possibilitou o contato com o campo e a vida simples. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Estudantes pescaram o alimento para o almoço.
Estudantes pescaram o alimento para o almoço. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A pesca também serviu para a reflexão sobre a própria vida.
A pesca também serviu para a reflexão sobre a própria vida. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Estudantes pescaram o alimento para o almoço.
Estudantes pescaram o alimento para o almoço. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A pesca também serviu para a reflexão sobre a própria vida.
A pesca também serviu para a reflexão sobre a própria vida. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza.
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza.
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza.
O Encad é um espaço de encontro consigo, com o outro e com a natureza. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A segunda dinâmica foi marcada pelo plantio de sementes.
A segunda dinâmica foi marcada pelo plantio de sementes. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O plantio também serviu como reflexão de vida.
O plantio também serviu como reflexão de vida. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A segunda dinâmica foi marcada pelo plantio de sementes.
A segunda dinâmica foi marcada pelo plantio de sementes. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Em grupos menores, os participantes aprofundaram as vivências das dinâmicas.
Em grupos menores, os participantes aprofundaram as vivências das dinâmicas. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Além das reflexões, houve tempo de meditação.
Além das reflexões, houve tempo de meditação. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Além das reflexões, houve tempo de meditação.
Além das reflexões, houve tempo de meditação. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O jesuíta Paulo Veríssimo e a mestranda Joana Gonçalves foram facilitadores das atividades.
O jesuíta Paulo Veríssimo e a mestranda Joana Gonçalves foram facilitadores das atividades. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
No tempo de lazer, estudantes jogam futebol.
No tempo de lazer, estudantes jogam futebol. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
No tempo de lazer, estudantes jogam dardos.
No tempo de lazer, estudantes jogam dardos. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Arco e flecha no período de lazer.
Arco e flecha no período de lazer. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Arco e flecha no período de lazer.
Arco e flecha no período de lazer. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O dia foi dividido em tempo de reflexão e tempo de lazer.
O dia foi dividido em tempo de reflexão e tempo de lazer. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Participantes do encontro posam para foto.
Participantes do encontro posam para foto. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)

Por Gilmar Pereira
Equipe Dom Total

Um ensino que se volta apenas para as necessidades do mercado tem sido recorrente no Brasil, com resultados duvidosos. Na contramão dessa tendência, algumas faculdades vêm traçando processos educativos em que possam formar seus estudantes na integralidade. Com projetos diversificados, buscam gerar grandes profissionais pela excelência acadêmica sem abrir mão de seu desenvolvimento humano.

Esse é o caso das universidades e centros de ensino superior ligados à Ordem dos Jesuítas (Companhia de Jesus). Dentre eles, a Dom Helder Escola de Direito, visando cumprir sua missão formadora, promoveu nesse sábado (6), na Unidade III, em Brumadinho, seu primeiro Encontro acadêmico (Encad) do ano. Mais do que um evento, a experiência proporcionada aos alunos consistiu num espaço para crescimento pessoal e para a integração com os demais e a natureza.

  • Clique na imagem acima e confira o álbum de fotos 📷!

Segundo o responsável pela atividade, o professor Agripa Mairink, “educar para a Companhia de Jesus é potencializar o que há de mais humano em cada um, na perspectiva do melhor, da transcendência, do crescimento, do desenvolvimento. Tudo isso voltado no contexto da coletividade, da colaboração”. Ele afirma que o encontro foi planejado a partir dessa ótica, para ajudar aos estudantes a “tomar consciência da própria humanidade”.

Além do professor Agripa, a atividade teve como facilitadores a mestranda em Direito, Joana Gonçalves, e os jesuítas, Paulo Veríssimo Filho e Carlos César Barbosa, que colaboram com a Dom Helder. Segundo Carlos, o Encontro acadêmico “representa a tentativa de ajudar os estudantes a perceberem a importância de sua formação intelectual e humana para fazerem a diferença no mundo e construir pontes”. Ele também lembra que a educação jesuíta busca “formar homens e mulheres, conscientes, competentes, compassivos que colaborem na construção de uma sociedade melhor. Dando o melhor de si”.

Participaram do encontro duas turmas do primeiro ano de Direito. A mesma atividade será oferecida a outros grupos, bem como aos estudantes de Engenharia e Ciência da Computação da EMGE, instituição de ensino também ligada à Companhia de Jesus. Os cerca de 50 alunos puderam vivenciar um tempo de reflexão na parte da manhã – com dinâmicas, rodas de conversa e meditação – e de confraternização na parte da tarde.

Antes de entrarem na Unidade III, os estudantes fizeram um tempo de meditação e de memória às vítimas da Vale, em Brumadinho. Depois, foram recepcionados com café da manhã e, logo em seguida, deram início às atividades do encontro. Foram três dinâmicas nas quais refletiram sobre seus valores, atitudes e projetos. Nelas os estudantes puderam participar de uma pescaria, bem como do plantio de sementes. Ao final, provocados pelas atividades, partilharam sobre suas vidas e o que experimentaram.

A estudante Bruna Cardoso, durante o encontro, destacava a beleza do Campus. “O dia está sendo especial porque o lugar é muito bonito, está todo mundo interagindo entre si e as atividades são bacanas”. Visão também compartilhada por sua colega, Ana Luiza Vieira Santos Pereira, que além das atividades se encantou com a beleza da paisagem do sítio. “É um lugar muito favorável para relaxar, pensar na vida, conviver com os amigos e com aqueles que não se conhece muito bem”.

Se o período da manhã foi para aprofundar nas próprias vivências, a tarde foi marcada pela integração com os demais. Piscina, dardos, arco e flecha, bicicleta, sauna, futebol e muito mais estavam à disposição de todos. Os participantes enfatizaram que o dia também serviu para descansar da semana de provas e sugeriram que dias assim sempre fossem oferecidos como tempo de refrigério da exigência acadêmica.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Instituições Conveniadas