Cultura Literatura

12/04/2019 | domtotal.com

A turma da Savassi ganha nova edição

Ao contar a história da rapaziada, Jorge Fernando resgata histórias da Belo Horizonte do tempo dos bondes, trólebus e cinemas de rua.

Jorge Fernando e Pacífico Mascarenhas, personagem principal do livro
Jorge Fernando e Pacífico Mascarenhas, personagem principal do livro (Divulgação)

O jornalista, escritor e compositor mineiro Jorge Fernando dos Santos lança pela editora Miguilim a segunda edição do livro “A Turma da Savassi... que virou nome de bairro”. A sessão de autógrafos será neste sábado, 13/4, a partir do meio-dia, na Livraria da Rua (Rua Antônio de Albuquerque, 913, Savassi).

Elevada ao status de bairro depois de ser desmembrada do Funcionários, em 2006, a antiga região da Savassi surgiu de uma praça cujo apelido foi herdado da panificadora mais conhecida da cidade. Inaugurada em 1940, em torno dela formou-se a Turma da Savassi, que por duas décadas reuniu jovens festeiros e briguentos que fizeram fama na cidade. Segundo o escritor, “se a padaria deu nome à turma, há quem diga que foi a turma que popularizou o nome e também a região que virou bairro”.

Ao contar a história da rapaziada, Jorge Fernando resgata histórias da Belo Horizonte do tempo dos bondes, trólebus e cinemas de rua – com destaque para o Cine Pathé, inaugurado em 1948. Ele também ressalta a importância do compositor Pacífico Mascarenhas, autor do primeiro LP independente do país e fundador do conjunto Sambacana, que revelou talentos como Milton Nascimento e Wagner Tiso.

Sobre o livro, cuja primeira edição lançada pela editora Quixote se esgotou rapidamente, no ano passado, o jornalista Lucas Mendes ressaltou no programa Manhattan Connection, da Globo News: “A Turma da Savassi é uma pequena joia, indispensável aos belo-horizontinos interessados na história da cidade ou mesmo nessa juventude que, como eu, cresceu sem tevê nem rede social”.

Jorge Fernando dos Santos tem 44 livros publicados, entre eles “Palmeira Seca” (Atual), Prêmio Guimarães Rosa 1989; “ABC da MPB” (Paulus), selo altamente recomendável da FNLIJ 2003; “Alguém tem que ficar no gol” (SM), finalista do Prêmio Jabuti 2014, e a biografia “Vandré - o homem que disse não” (Geração Editorial), finalista do Prêmio APCA 2015. O autor colabora semanalmente no Dom Total.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.

Instituições Conveniadas