Religião

23/04/2019 | domtotal.com

Um robô missionário será a voz da Igreja

Especialista na Interação entre humanos e robôs lança um auxílio para idosos e enfermos que não podem ir à Igreja, um robô que pode lhes auxiliar na oração e na catequese.

SanTO é um protótipo que surgiu depois de um similar ter sido feito para os anciões xintoístas no Japão.
SanTO é um protótipo que surgiu depois de um similar ter sido feito para os anciões xintoístas no Japão. (Divulgação)

Por Pablo Santos

Eles parecem com brinquedos, mas são algo mais. Os robôs estão abrindo caminhos de vários modos. Todavia, ficam algumas perguntas como "pode um robô combater a tristeza?"

Gabriele Trovato, professor assistente na Universidade de Waseda, no Japão, e professor visitante na Pontifícia Universidade Católica do Peru, apresentou o SanTO, um robô projetado para ser um companheiro na oração de idosos ou doentes que não podem ir à igreja.

Em uma entrevista, Trovato explicou que "o SanTO é um companheiro de oração, pode ser útil para as pessoas de fé que não podem ir à igreja como os idosos. De fato, há muitos na Itália que moram sozinhos, inclusive pacientes em hospitais que podem precisar desses robôs também para a catequese".

Por enquanto, SanTO contém a Bíblia, as orações do santo do dia e uma série de preces católicas. O robô responde à voz humana e, através de uma câmera, pode mudar sua posição para falar com o usuário.

"A ideia é espalhá-lo por todo o mundo católico para aqueles que precisam. O próximo passo será começar a projetar versões específicas de sanTOs diferentes, como Santa Rosa de Lima ou San Martín de Porres para o Peru, ou San Genaro para a Itália", disse o professor.

O especialista em Interação humano-robô disse que a ideia surgiu de uma pesquisa sobre "como customizar a aparência e o comportamento de robôs para diferentes tipos de usuários que têm um background cultural diferente".

"Isso é muito importante porque se, por exemplo, pensarmos em carros que são produtos customizados para vários mercados ao redor do mundo, então robôs, que são ainda mais complexos porque são espelhos do homem, devem ser ainda mais customizados para as diferentes culturas, apontando na raiz da cultura religiosa que a influenciou", ressaltou.

Trovato informou que o SanTO é um protótipo que surgiu depois de um similar ter sido feito para os anciões xintoístas no Japão. Este novo robô tem conteúdo em italiano, espanhol, inglês e alemão, embora qualquer outro idioma possa ser adicionado.

A ideia, segundo ele, é iniciar a produção do robô em 2021 e a venda começará no local onde é produzido.

"Sobre o custo não posso dizer muito porque tenho que fazer estudos de mercado, mas deve ser bastante acessível, deve ter um custo baixo ou de repente você poderia ter um sistema de aluguel", explicou o especialista.

Gabriele Trovato ressaltou que neste projeto, iniciado em 2017, cerca de 15 pessoas trabalharam com ele, incluindo especialistas da PUC-Perú e teólogos e sacerdotes de diferentes partes do mundo, como da Itália e do Japão.

Em sua opinião, o SanTO "pode ser uma ajuda para a Igreja, um novo canal de comunicação que ainda não foi explorado". No passado, passou da tradição oral para a escrita, depois para a imprensa, a mídia e a Internet. Agora, há mais tecnologia que a Igreja pode usar na sua missão".

"Todo aquele conteúdo e ensinamentos que serão transmitidos de geração em geração, e contando com a diminuição do número de pessoas que leem, isso pode ajudar a espalhar mais a voz da Igreja", concluiu.



Periodista Digital - Tradução: Ramón Lara

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas