Brasil Cidades

03/05/2019 | domtotal.com

O que você pratica todo dia?

O pior é que não percebemos o quanto estamos contaminados por nossas próprias práticas e condutas.

Vou tentar me atentar e aceitar o convite para a prática da felicidade.
Vou tentar me atentar e aceitar o convite para a prática da felicidade. (Eleonora Santa Rosa)

Por Eleonora Santa Rosa*

Às vezes, você acorda com algo útil em sua rede, que te chama atenção para constatações óbvias, de aparente simplicidade, de uma sabedoria infinita, que deveria servir de meditação matinal, vespertina, noturna, diária, pelo ensinamento e pela ajuda que pode prestar.

Em dias de desalento e ceticismo, a chamada trazida pelo sagaz, precoce, garoto hindu, de extrema singeleza e verdade, me levou a muitas reflexões. Imagino que, provavelmente, quem teve acesso a essa postagem não tenha passado incólume ao seu conteúdo.

A indagação dele, direta e frontal, sem meias palavras, de modo afetivo, é: “o que você pratica todo dia?” Depois de desenrolar vários exemplos de como podemos nos tornar especialistas no que praticamos, ele pergunta, por exemplo: “Você pratica alegria em sua vida? Você pratica paz em sua vida? Você pratica felicidade em sua vida? Ou você pratica reclamação, irritação, raiva, ressentimento, preocupação? Em resumo brevíssimo, se praticarmos algo todos os dias, seremos experts nesses sentimentos. Tornamo-nos aquilo que praticamos todos os dias, e as consequências dessas práticas espraiam-se por tudo que sentimos, fazemos, pensamos e convivemos.

Pode parecer simples, mas não é. O pior é que não percebemos o quanto estamos contaminados por nossas próprias práticas e condutas, e também, por suposto, sendo contaminados por práticas alheias, que nos entristecem, imobilizam, oprimem e desarticulam.

Em vários momentos da minha rotina diária, a partir da emulação desse generoso faceiro jovenzinho indiano, me peguei pensando em sua fala, em seu rosto, em seus gestos, lembrando seu tom de voz e a profundidade de seu olhar compenetrado, sério, carinhoso, e a natureza da sua mensagem.

Queria responder ao convite dele, no final de sua fala, quando propõe que se pratique a felicidade. Infelizmente, no meu caso, tenho praticado muito a preocupação, o que tem repercutido e invadido tudo. Vou tentar me atentar e aceitar o convite para a prática da felicidade, pois há muitos motivos para tal, mas há também outra prática fundamental, a da integridade, imune aos tempos, e esta, graças, eu tenho praticado muito.

E você, querido leitor, o que tem praticado?

*jornalista

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas