Religião

10/05/2019 | domtotal.com

Epicentro do conflito Israel-Palestina recebe milhares de muçulmanos

Milhares de muçulmanos se reúnem em Jerusalém Oriental na primeira sexta do ramadã. O lugar, apesar de ser considerado de alta tensão, não registrou conflitos.

Milhares de muçulmanos se reúnem em Jerusalém Oriental na primeira sexta do ramadã

Uma palestina reza na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental, por ocasião da primeira sexta-feira do mês do ramadã, em 10 de maio de 2019
Uma palestina reza na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental, por ocasião da primeira sexta-feira do mês do ramadã, em 10 de maio de 2019 (AFP)

Cerca de 180 mil muçulmanos se reuniram nesta sexta-feira na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental, para a primeira grande oração semanal desde o início do mês do jejum do Ramadã, segundo a organização que administra o local.

Este número, dado pela fundação muçulmana do Waqf, é claramente superior ao dos 120.000 fiéis reunidos na mesma oração do ano passado.

Os fiéis puderam se reunir na esplanada onde a Mesquita Al Aqsa está localizada "apesar dos controles e da grande presença das forças de segurança israelenses", disse Azzam al-Jatib, diretor-geral do Waqf.

Um porta-voz do governo de Israel, Ofir Gendelman, postou fotos da oração no Twitter para elogiar a liberdade de culto respeitada, segundo ele, pelas autoridades israelenses e os esforços para incentivar a presença dos fiéis.

As orações terminaram sem incidentes, disse Jatib. Este lugar, o epicentro do conflito entre israelenses e palestinos, é considerado de alta tensão.

A Esplanada das Mesquitas, terceiro lugar sagrado do Islã, também reverenciada pelos judeus com o nome de Monte do Templo, está localizada na Cidade Velha, em Jerusalém Oriental, parte palestina da cidade ocupada e anexada por Israel.

Israel considera Jerusalém como sua capital "indivisível". Os palestinos querem que Jerusalém Oriental seja a capital do Estado a que aspiram.

As forças israelenses controlam todo o acesso ao local, bem como as chegadas de palestinos da vizinha Cisjordânia, um território também ocupado por Israel.

Milhares de palestinos fizeram fila no ponto de passagem de Qalandiya - entre a Cisjordânia e Jerusalém - para acessar a esplanada.

Israel flexibiliza as condições de acesso de palestinos a Jerusalém durante o ramadã, que começou no começo desta semana.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas