Esporte Futebol Nacional

26/05/2019 | domtotal.com

Gremistas revelam alívio com triunfo e técnico do Galo diz que o time 'demorou a acordar'

Resultado fez com que time mineiro estacionasse nos 12 pontos conquistados; tricolor comemora primeira vitória.

Apesar do tento logo no primeiro minuto da metade complementar, o segundo tempo foi menos movimentado do que o inicial.
Apesar do tento logo no primeiro minuto da metade complementar, o segundo tempo foi menos movimentado do que o inicial. (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Finalmente, depois de cinco rodadas sem vencer, o Grêmio conquistou a sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Galo na Arena nesse  sábado. O volante Maicon ressaltou o bom desempenho do time durante todo o confronto, que tirou o Tricolor Gaúcho da zona de rebaixamento.

"Foi uma vitória importante. Fizemos um bom jogo e criamos várias oportunidades. O Atlético-MG só assustou no final da partida e conseguimos suportar bem a pressão deles. Tivemos algumas chances e desperdiçamos uma penalidade. O importante foi tirar esse peso e realizar uma grande partida. Nos dá moral para o jogo de quarta-feira contra o Juventude pela Copa do Brasil", analisou.

Nessa mesma linha seguiu o goleiro Paulo Victor, que elogiou a concentração do time em campo, porém o arqueiro lamentou as chances perdidas. "Nosso elenco correspondeu hoje. Acabamos dando uma excelente resposta diante do Galo. Em um jogo que a gente fez um gol e desperdiçou várias chances", comentou.

Por último, Everton disse que o Grêmio soube se impor desde do início da partida. "Nós conseguimos impor o nosso ritmo sobre o Galo que está na vice-liderança do Brasileiro. Hoje mantivemos a concentração, sofremos um pouco no final, mas deu tudo certo", observou.

O elenco gremista retorna aos treinos na segunda-feira, às 15h30(de Brasília), no CT Luiz Carvalho. Agora na quarta-feira o Grêmio recebe o Juventude, às 21h30 (de Brasília), na Arena, pela segunda partida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Galo

O técnico interino do Atlético-MG, Rodrigo Santana, lamentou a demora do seu time em praticar um bom futebol na noite deste sábado, contra o Grêmio, em Porto Alegre. Na avaliação do treinador, o clube até fez um bom jogo em grande parte do segundo tempo. Porém, como já estava atrás no placar, não conseguiu reverter a derrota por 1 a 0 para os mineiros.

"Todo início e final de jogo tomar gol complica. Tomar gol incomoda, ainda mais de bola parada. A gente demorou para acordar. Quando foi acordar neste segundo tempo até praticamos um bom futebol, mas saímos com a derrota", avaliou, reclamando da liberdade que os anfitriões tiveram no começo do jogo.

"No primeiro tempo a gente não pressionava quem estava com a bola, os volantes do Grêmio tiveram muita liberdade. No segundo a gente tirou mais o espaço e começou a crescer. (?) O Grêmio é tinha só dois pontos, mas é muito forte aqui dentro também", continuou Santana. Para ele, a equipe podia ter feito mais desde o começo.

"A gente treina as três fases do jogo, não dá para vir aqui e ficar só defendendo. No momento em que a gente roubava, tínhamos que partir em velocidade. Ficamos devendo, precisávamos jogar mais. Foi o que a gente conseguiu corrigir no intervalo", concluiu o comandante.

O resultado fez com que o Galo estacionasse nos 12 pontos conquistados, ainda na vice-liderança da competição até o início dos jogos do domingo. O líder Palmeiras, porém, já abriu quatro pontos de vantagem para os mineiros devido ao triunfo sobre o Botafogo, em Brasília.

Na próxima rodada, a equipe mineira enfrenta o CSA-AL, no domingo, em Belo Horizonte. Antes, porém, tenta se manter vivo na Copa Sul-Americana. Depois de perder o duelo de ida para o Unión La Calera-CHI por 1 a 0, os atleticanos recebem os chilenos na terça-feira, no Independência.


O jogo

O Grêmio começou impondo o seu ritmo em casa. E um ex-jogador do clube tricolor foi o grande responsável por atrasar a abertura do placar. Logo aos 2 minutos de jogo, Maicon bateu da entrada da área e obrigou o goleiro Victor a fazer grande defesa.

Logo em seguida, os mandantes voltaram a levar perigo, desta vez contando com falha do goleiro atleticano: após escanteio, Victor tirou errado de soco e a bola ficou com Jean Pyerre, que dominou tirou a marcação e mandou para o gol vazio. O lateral-esquerdo Fábio Santos deu carrinho para salvar os comandados de Renato Gaúcho.

No minuto seguinte, aos 4, o Grêmio seguiu na pressão e teve mais uma chance com Everton. O atacante da seleção brasileira puxou para a esquerda na entrada da área e fuzilou de canhota, mas mandou para fora. Aos 11, Fábio Santos voltou a aparecer bem na defesa atleticana, evitando finalização de André.

Três minutos depois, a equipe da casa criaria mais duas oportunidades. Na primeira, Jean Pyerre mandou para fora, mas Victor teve de fazer boa defesa logo após, em novo chute de Everton.

A partida seguiu difícil para o Atlético-MG, que tentava responder nos contra-ataques, mas sem muito sucesso. Já o Grêmio assustava periodicamente e criou mais chances. Após cobrança de falta de Jean Pyerre, Alisson cabeceou para mais uma defesa de Victor, aos 20 minutos.

A primeira chance dos visitantes veio no minuto seguinte. Patric cruzou da direita e achou Luan na segunda trave. O meia bateu de primeira, mas Paulo Victor mostrou reflexo e fez a defesa. Aos 22, Jean Pyerre voltou a levar o Grêmio à frente, só que a sua finalização parou na defesa adversária.

Sete minutos depois, Victor voltou a evitar um gol de seu ex-time. André dominou e bateu colocado, mas o goleiro atleticano voou para fazer a defesa com apenas uma das mãos. Grande defesa. Aos 34, Fábio Santos apareceu novamente para bloquear mais um chute gremista, desta vez de Alisson.

A metade inicial se encaminhava para a conclusão quando a arbitragem precisou do auxílio do árbitro de vídeo para dar o seu veredicto. A bola foi cruzada da direita para André, que se chocou com José Welison. Na sequência, Pedro Geromel chutou para balançar as redes de Victor. Inicialmente, o paranaense Rafael Traci marcou falta do centroavante gremista, mas o VAR mostrou que o volante atleticano tocou com a mão na bola e o juiz trocou a falta de ataque pelo pênalti para o time da casa.

O gol de Pedro Geromel não configurou aplicação da lei da vantagem, já que se iniciou um segundo lance após o desvio inicial. André foi lento para a cobrança e bateu rasteiro para fora, à direita da baliza defendida por Victor. Grande chance desperdiçada.

Renato Gaúcho não deixou barato e sacou o atacante no intervalo. Em seu lugar, o treinador colocou o também centroavante Felipe Vizeu. A substituição se mostraria um grande acerto. Isso porque o atacante fez o gol da vitória gremista no primeiro minuto da segunda etapa. Depois de cobrança de escanteio pela direita, ele recebeu livre na segunda trave após desvio no meio da área e encheu o pé de esquerda para fuzilar as redes.

Apesar do tento logo no primeiro minuto da metade complementar, o segundo tempo foi menos movimentado do que o inicial. O que não significa que mais chances não foram criadas. Pelo contrário. Ex-Atlético-MG, Diego Tardelli teve boa oportunidade aos 19. O atacante chegou batendo forte, mas Leonardo Silva e Victor bloquearam o chute do ídolo atleticano, que foi a campo pelo Grêmio depois do intervalo.

Aos 27 minutos, foi a vez do outro arqueiro brilhar. Geuvânio, que também entrou na segunda etapa, bateu colocado da entrada da área e obrigou Paulo Victor a fazer grande defesa para evitar o empate.

No restante da partida, o Atlético-MG tentou pressionar para igualar o marcador, mas não foi capaz de penetrar no eficiente sistema defensivo gremista armado por Renato Gaúcho. No fim das contas, vitória magra dos donos da casa, que chegaram ao seu primeiro triunfo no Brasileirão somente depois de seis rodadas.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 x 0 ATLÉTICO-MG


GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Rodrigues e Juninho Capixaba; Michel, Maicon, Jean Pyerre (Thaciano), Alisson (Diego Tardelli) e Everton; André (Felipe Vizeu). Técnico: Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-MG - Victor; Patric, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; José Welison (Nathan), Jair, Cazares (Geuvânio), Luan (Bruninho) e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana (interino).

GOL - Felipe Vizeu, a 1 minuto do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Maicon (Grêmio); Luan, José Welison, Patric e Geuvânio (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Rafael Traci (PR).

RENDA - R$ 444.432,00.

PÚBLICO - 13.714 pagantes (15.450 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).


Gazeta Esportiva

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas