Esporte Futebol Mineiro

02/06/2019 | domtotal.com

Cruzeiro empata com o São Paulo no Pacaembu

O São Paulo viu o Cruzeiro tomar conta do jogo, reagiram, mas ficaram no empate.

Com o resultado, o São Paulo saiu da zona de classificação para a Libertadores do ano que vem.
Com o resultado, o São Paulo saiu da zona de classificação para a Libertadores do ano que vem. (Artur Bragança / Agência F8/Gazeta Press)

O São Paulo chegou ao seu quinto jogo sem vencer sob o comando do técnico Cuca neste domingo. Recebendo o Cruzeiro no estádio do Pacaembu pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor parecia que desta vez, enfim, iria acabar com a sequência ruim, abrindo o placar logo aos 14 minutos de jogo com Alexandre Pato, entretanto, o Cruzeiro cresceu na etapa complementar e conseguiu sair de campo com o empate em 1 a 1, graças ao gol de Thiago Neves, de falta.

Neste domingo, a delegação do São Paulo chegou ao Pacaembu sob protestos da principal torcida organizada do clube. Fora do estádio, torcedores brigaram entre si, e a Polícia Militar deteve mais de 40 pessoas, incluindo um dos líderes da Independente, o Negão, que teve sua cabeça aberta no confronto.

Com o resultado, o São Paulo saiu da zona de classificação para a Libertadores do ano que vem, ficando cada vez mais distante dos líderes do Campeonato Brasileiro. Agora, os comandados do técnico Cuca terão de correr atrás do prejuízo no próximo sábado, às 21h (de Brasília), quando visitam o Avaí, na Ressacada.

O jogo

O São Paulo iniciou a partida extremamente pressionado por uma vitória. Tendo de lidar com parte da arquibancada protestando contra a má fase da equipe, Hernanes, Pato e companhia viram o Cruzeiro tomar conta do jogo nos primeiros minutos, entretanto, não demoraram para reagir e abrir o placar. Logo aos 14, o Profeta tabelou com Reinaldo, que avançou e deixou Pato na cara do gol para precisar apenas bater firme e balançar as redes no Pacaembu.

Precisando reagir, o Cruzeiro por pouco não deixou tudo igual aos 22 minutos. O lateral-direito Lucas Romero recebeu na entrada da área após boa trama pela beirada de campo e decidiu arriscar, forçando grande defesa de Tiago Volpi, que se esticou todo para jogar para escanteio.

Aos 34, o Cruzeiro voltou a obrigar mais uma excelente intervenção de Tiago Volpi. Indo na contramão da fase do time, o goleiro do São Paulo mostrou mais uma vez sua qualidade debaixo das traves defendendo à queima-roupa a firme cabeçada de Dedé após cobrança de escanteio de Thiago Neves.  Três minutos depois, o São Paulo respondeu com Hudson, que recebeu na entrada da área e chegou batendo de primeira, mas Fabio fez a defesa sem dar rebote.

Antes de as equipes irem para o intervalo, o Cruzeiro ainda teve duas grandes oportunidades de igualar o placar. Em uma delas, aos 41, Fred até chegou a estufar as redes, mas o árbitro marcou impedimento. Depois, no último lance do primeiro tempo, Ariel Cabral apareceu livre para completar o cruzamento de Marquinhos Gabriel, mas mandou para fora.

Segundo tempo

Os torcedores do São Paulo tiveram fortes emoções já no início da etapa complementar. Aos sete minutos, Lucas Romero bateu da entrada da área e reclamou de um desvio de Anderson Martins com o braço. O árbitro inicialmente marcou apenas tiro de meta para o Tricolor, porém, pouco tempo depois decidiu analisar o lance no VAR, que acabou confirmando a decisão do juiz. Já aos 13 foi a vez de Dedé cabecear para Fred dentro da área e o atacante da Raposa mandar para dentro do gol, porém, novamente estava impedido.

Adotando uma postura mais defensiva na intenção de não se expor e segurar o resultado, o São Paulo acabou castigado aos 22 minutos, depois de Hudson cometer falta na entrada da área. Na cobrança, Thiago Neves mandou por cima da barreira, no ângulo de Tiago Volpi, que desta vez nada pôde fazer para evitar o empate.

Precisando fazer alguma coisa diante da brusca queda de rendimento do São Paulo do primeiro para o segundo tempo, o técnico Cuca decidiu apostar em Igor Vinícius na vaga de Hudson e em Calazans, estreante da noite, no lugar de Vitor Bueno. Mas, o Tricolor não conseguia furar a defesa rival da mesma forma que fez no primeiro tempo e, com isso, as bolas paradas se tornaram as alternativas mais viáveis. Aos 38, Igor Gomes cobrou falta da entrada da área, mas Fabio fez a defesa sem dar rebote. Depois, após boa trama pela direita, Pato saiu cara a cara com Fábio, mas não chegou a tempo de conseguir tirar a bola do goleiro cruzeirense.

Como se não bastasse, ainda teve tempo de Igor Vinícius ser expulso ao puxar a camisa de David em contra-ataque do Cruzeiro para impedir que o rival saísse mano a mano com Tiago Volpi. O lateral-direito, inclusive, foi bastante aplaudido pela torcida. Assim, coube aos donos da casa se conformarem com o quinto jogo sem vitória na temporada.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 1 CRUZEIRO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: Domingo, dia 2 de junho de 2019

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Público: 8.517 pessoas

Renda: R$ 297.639,00

Gols: Alexandre Pato, aos 14 do 1ºT (São Paulo); Thiago Neves, aos 22 do 2ºT (Cruzeiro)

Cartões amarelos: Tchê Tchê, Calazans (São Paulo); Robinho, Thiago Neves, Ariel Cabral (Cruzeiro)

Cartão vermelho: Igor Vinícius (São Paulo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Hudson (Igor Vinícius); Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes (Igor Gomes); Toró, Vitor Bueno (Calazans) e Alexandre Pato

Técnico: Cuca

CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Lucas Silva), Robinho, Thiago Neves (David) e Marquinhos Gabriel; Fred (Sassá)

Técnico: Mano Menezes.


Gazeta Esportiva

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas