Economia

24/06/2019 | domtotal.com

Facebook enfrentará reguladores para projeto de criptomoeda

O projeto está previsto para 2020 e tem gerado receio entre as autoridades.

'O projeto de moeda do Facebook é uma prova para a credibilidade dos governos e dos bancos centrais'.
'O projeto de moeda do Facebook é uma prova para a credibilidade dos governos e dos bancos centrais'. (AFP/Arquivos)

O Facebook deverá superar a desconfiança dos reguladores do mundo todo, se quiser que seus consumidores adotem seu projeto de criptomoeda, libra, especialmente na Índia, onde uma parte da população não tem acesso aos bancos.

O projeto, revelado pela empresa, está previsto para 2020 e tem gerado receio entre as autoridades.

O ministro francês das Finanças, Bruno Le Maire, advertiu imediatamente que a prerrogativa soberana de criar uma moeda deve continuar sendo privativa dos Estados. Na sexta-feira (21), em uma entrevista divulgada na BBC, o governador do Banco da Inglaterra, Mike Carney, concordou.

Os bancos centrais e demais reguladores "vão estabelecer as regras do jogo e o sistema (do Facebook) terá que aceitá-las, ou então as coisas não funcionarão", assegura Carney.

O governador deu ao Facebook "as boas-vindas ao mundo das finanças", um mundo "onde há vigilância, defesa do consumidor, e onde deve se assegurar o respeito à vida privada das pessoas", informou.

Duas personalidades francesas do mundo da economia pediram uma reação dos Estados.

"O projeto de moeda do Facebook é uma prova para a credibilidade dos governos e dos bancos centrais", ressaltaram o diretor do Departamento de Economia da Escola Normal Superior, Daniel Cohen, e Nicolas Théry, presidente do Crédit Mutuel, em um artigo no jornal "Le Figaro".

Nos Estados Unidos, o Facebook já gera receio nas autoridades desde que estourou uma série de escândalos sobre a utilização de dados de usuários da rede social.

Após o anúncio sobre a libra, o Comitê do Senado sobre o setor bancário previu uma primeira audiência em meados de julho para averiguar o que o Facebook pretende.

Em outros países, a tarefa para o Facebook pode se revelar ainda mais difícil, por exemplo na Índia, onde as criptomoedas são proibidas.

O Banco Central indiano, que considera as moedas virtuais "doenças contagiosas", trabalha há tempos em uma regulação sobre elas, mas ao mesmo impede seu uso.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas