Esporte Futebol Internacional

25/06/2019 | domtotal.com

Empate entre Equador e Japão põe Paraguai nas quartas contra o Brasil


O adversário da Seleção Brasileira nas quartas de final da Copa América foi definido na noite desta segunda-feira. Trata-se do Paraguai, que se classificou graças ao empate por 1 a 1 entre Equador e Japão, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Com o resultado, equatorianos e japoneses acabam eliminados no terceiro e quarto lugares do Grupo C, com um e dois pontos, respectivamente. O Paraguai, do Grupo B, avança como segundo melhor terceiro colocado, com dois pontos, ficando à frente da seleção nipônica no saldo de gols (-1 a -4).

O Brasil fechou a primeira fase na liderança do Grupo A, com sete pontos, oriundos das vitórias sobre Bolívia (3×0) e Peru (5×0), além do empate com a Venezuela (0x0). O duelo decisivo com o Paraguai, seu algoz nas edições 2011 e 2015, está marcado para quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Arena Grêmio.

O Jogo - O Japão começou melhor e não demorou a abrir o placar. Aos 14 minutos, Okazaki recebeu nas costas da zaga e dividiu com o goleiro Domínguez. Na sobra, Nakajima chutou por cima e marcou. O assistente assinalou impedimento, mas, após consulta ao VAR, o árbitro validou o gol.

O Equador, aos poucos, foi melhorando e conseguiu o empate. Aos 34, após bola levantada na área, a bola sobrou para Arboleda, que encheu o pé para grande defesa de Kawashima. Mas Mena pegou o rebote e empurrou para deixar tudo igual no Mineirão.

Pouco antes do intervalo, o time asiático quase retomou a vantagem com um golaço. Após grande troca de passes a partir do campo de defesa, Miyoshi tocou de primeira para Nakajima, que saiu na cara do gol. O camisa 10, percebendo o goleiro adiantado, tentou por cobertura, mas mandou para fora.

Com o atacante Preciado no lugar do volante Méndez, o Equador voltou mais agressivo para a etapa complementar. E quase virou logo em seu primeiro ataque, quando o chute cruzado de Velasco desviou no meio do caminho e por pouco não entrou na meta nipônica.

Para fazer o Japão reagir, o técnico Hajime Moriyasu trocou de atacantes: saiu o experiente Okazaki para a entrada do jovem Ueda. Logo em sua primeira participação, o garoto quase aproveitou cruzamento da esquerda para desempatar o duelo.

Com os dois times precisando da vitória, o jogo ficou aberto e emocionante no final. Aos 44, Kubo deixou Maeda na cara do gol, mas o atacante bateu em cima de Domínguez. No rebote, Abe isolou por cima. Dois minutos depois, Enner Valencia lançou Preciado, que entrou na área e tocou na saída do goleiro. A bola tirou tinta da trave. No fim, o Japão ainda balançou as redes com Kubo, impedido. Para alegria dos paraguaios.

FICHA TÉCNICA

EQUADOR 1 X 1 JAPÃO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 24 de junho de 2019, segunda-feira

Horário: 20h (de Brasília)

Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN)

Assistentes: Luis Murillo (VEN) e Rodrigo Correa (BRA)

VAR: Fernando Rapallini (ARG)

Público: 2.106 pagantes/ 7.623 não pagantes/ 9.729 total

Renda: R$ R$ 301.525,00

Cartão Amarelo: Arboleda, Antonio Valencia e Chicaiza (Equador); Tomiyasu (Japão)

Cartão Vermelho: -

Gols:

EQUADOR: Mena, aos 34 minutos do 1º tempo

JAPÃO: Nakajima, aos 14 minutos do 1º tempo

EQUADOR: Domínguez; Velasco, Arturo Mina, Arboleda e Ramírez; Gruezo, Orejuela e Méndez (Preciado); Mena (Chicaiza), Enner Valencia e Romario Ibarra (Antonio Valencia)

Técnico: Hernán Darío Gómez

JAPÃO: Kawashima; Iwata, Ueda, Tomiyasu, Sugioka; Itakura (Maeda), Shibasaki, Miyoshi (Abe), Nakajima; Kubo e Okazaki (Ueda)

Técnico: Hajime Moriyasu


Gazeta Esportiva

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas