Brasil Política

25/06/2019 | domtotal.com

Maia diz que deseja estados sejam incluídos na reforma da Previdência

O presidente da Câmara disse também que a reforma tributária deveria estar junto a da Previdência, a fim de colaborar com o restauro da capacidade de investimento do governo federal.

Nas contas do parlamentar, as reformas podem elevar o patamar de investimento para algo entre 'R$ 150 bilhões e R$ 200 bilhões'.
Nas contas do parlamentar, as reformas podem elevar o patamar de investimento para algo entre 'R$ 150 bilhões e R$ 200 bilhões'. (Ueslei Marcelino/Reuters)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) voltou a defender que estados e municípios estejam incluídos na reforma da Previdência ainda no relatório que deve ser votado na Comissão Especial nos próximos dias. O deputado, que entende a inclusão de estados e municípios na reforma como "fundamental", disse estar comprometido em receber pessoalmente todos os governadores antes que o relator da reforma, Samuel Moreira (PSDB-SP), faça leitura da complementação de seu relatório. As declarações foram publicadas no perfil oficial de Maia no Instagram.

"Alguns governadores devem estar em Brasília entre hoje e amanhã. Eu pretendo, antes do relator ler a complementação de voto, ter conversado com todos os governadores sobre algum acordo para a inclusão dos governadores ainda na Comissão Especial", disse Maia. "A gente precisa ter um certo cuidado porque as vezes avança rápido e a gente depois descobre que tinha espaço para fazer acordo com os governadores. Incluir estados e municípios é fundamental", argumentou.

Rodrigo Maia falou ainda sobre a reforma tributária que deve ser tocada pelo Congresso. Segundo ele, juntas, as reformas da Previdência e tributária poderão colaborar para o restauro da capacidade de investimento do governo federal.

Nas contas do parlamentar, as reformas podem elevar o patamar de investimento para algo entre "R$ 150 bilhões e R$ 200 bilhões", sendo que hoje os valores variam, ainda segundo Maia, de R$ 60 bilhões a R$ 80 bilhões. "A reforma vai garantir no orçamento do ano que vem um crescimento enorme de receitas, sendo que o orçamento do ano que vem é impositivo nos investimentos", explicou o deputado.


Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas