Brasil

05/07/2019 | domtotal.com

Vivas!

Vivas aos pontos de cultura que subsistem em constante ebulição.

Aprender a lavrar territórios, terrenos, terras livres de opressão, com sementes da inteligência extraídas dos princípios basilares de civilização.
Aprender a lavrar territórios, terrenos, terras livres de opressão, com sementes da inteligência extraídas dos princípios basilares de civilização. (meganelford0/Pixabay)

Por Eleonora Santa Rosa*

Será a cultura a dar o sinal que não há opressão que dure para sempre, que cale o que jamais será silenciado, passe bala, botina ou boiada; que não se curvará à indignidade da perseguição, da desconsideração dos ’deuses’ da economia de mercado, dos áulicos e sua patética louvação aos bons costumes, dos moralistas de araque que não seguram o primeiro baque de transparência e integridade; que sobreviverá à escumalha que escangalha o que muito demorou a ser erigido em patrimônio cultural de nação exposta à deterioração.

Tempos de resistir aos asseclas da plataforma da deseducação, da deselegância, da inanição, armadores das práticas de inversão dos fatos e do destroçamento de reputação. Vivas aos pontos de cultura que subsistem em constante ebulição; vivas aos museus que não abdicam de sua missão e ação de mobilização; vivas aos artistas de todas as linhas que mostram sempre o caminho adiante e o da futura transformação; vivas às universidades que não se curvam aos achaques e ataques de mediocrização; vivas aos pensadores, poetas, ensaístas, prosadores, artistas, criadores do que nos distingue, dignifica e pontifica nosso legado do passado e o em construção.

Aprender com quem há muito faz diferença e mostra a que veio sem temor de perseguição. Aprender a lavrar territórios, terrenos, terras livres de opressão, com sementes da inteligência extraídas dos princípios basilares de civilização. Semear com a poesia, como a do sábio experiente Affonso em seu Código de insubmissão:

“libertas quae sera tamen

liberto é o ser que come

livre terra ao sertanejo

livro aberto será a trama

LIBERTO QUE SERÁ O HOMEM¹”

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

¹- Affonso Ávila - Código de Minas & Poesia anterior. Extrato do poema Frases feitas.

*Eleonora Santa Rosa - Ex-secretária de Estado de Cultura de MG.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas