Religião

12/07/2019 | domtotal.com

Igreja venezuelana exige saída de Maduro para realizar eleições 'livres'

Segundo arcebispo Jesús González, 'Maduro deve se retirar da presidência para que sejam realizadas realmente eleições (...) livres'.

Presidente Nicolás Maduro, em Caracas, em 5 de julho de 2019
Presidente Nicolás Maduro, em Caracas, em 5 de julho de 2019 (Venezuelan Presidency/AFP)

A Igreja católica venezuelana exigiu, nesta quinta-feira (11), a saída do presidente Nicolás Maduro do poder e a convocação de novas eleições como solução para a grave crise política e econômica.

"A Venezuela clama aos berros por uma mudança de rumo (...). Essa mudança exige a saída de quem exerce o poder de forma ilegítima e a eleição no menor tempo possível de um novo presidente", afirmou a Conferência Episcopal em uma declaração lida no início de uma assembleia ordinária.

Maduro "deve se retirar" da presidência "para que sejam realizadas realmente eleições (...) livres", acrescentou o arcebispo Jesús González, em entrevista coletiva.

Na última segunda-feira, delegados de Maduro e do líder opositor Juan Guaidó retomaram em Barbados diálogos iniciados em maio, em Oslo, para buscar saídas para a crise. A negociação está sendo mediada pela Noruega.

Na quarta-feira à noite, o número dois do chavismo, Diosdado Cabello, negou que as partes estejam discutindo a convocação de novas eleições presidenciais.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas