Brasil

11/08/2019 | domtotal.com

Dia dos Pais


Caras amigas e amigos – Troco hoje o artigo do DOM TOTAL por essa mensagem especial pelo DIA DOS PAIS. Com meu abraço afetuoso para todos os meus amigos que são PAIS.

"Eu acredito que amar é se fazer presente, mesmo estando distante" (Arquivo pessoal)

Por Evaldo D' Assumpção*

Comemora-se hoje mais um “Dia dos Pais”. Confesso que não me apraz essas comemorações pontuais tipo “Dia disso, dia daquilo, dia desse, dia daquela”.

E não me agrada porque, em primeiro lugar, acredito ser, todos os dias, dias para se venerar pais, mães, professores, médicos, etc., não precisando dia especial para isso, especialmente se os outros 364 dias forem de esquecimento dessas mesmas pessoas. Em segundo lugar porque o que mais observamos nesses dias, é a exploração comercial do evento, tudo tendo como lema, um péssimo refrão comercial que diz: “amar é dar presentes”.  Eu acredito que amar é se fazer presente, mesmo estando distante. Presença física, quando possível, presença afetiva e espiritual, quando a física não é possível.

Mesmo assim, nesse dia quero homenagear aos pais, que como eu vivem um momento confuso, fragmentado e cheio de  perplexidades, colocando alguns trechos atualizados, de um poema-oração que fiz para os pais, na década de 80 e publicado no meu livro “Conversando com o Senhor” (Ed. Vozes, 1988):

“Senhor, um dia me chamastes a ser pai. Poderia ter-me chamado para outras situações, mas foi tua vontade me dar filhos. E recebi-os como uma grande graça, mas também como enorme responsabilidade. Contudo, Senhor, cria-los não foi tarefa fácil. O mundo oferecia tantos prazeres em oposição ao reto caminhar, e eu tinha de competir com tudo, em condições tão desiguais. Poder, riqueza, prazeres, eram e continuam sendo anunciados em cores vivas, enquanto o que tinha a oferece-los era quase sempre lutas, trabalhos, estudos, responsabilidades. Falava de honestidade e deveres, e o mundo lhes mostrava, como ainda mostra, roubo e a corrupção. Falava de amor e paz, enquanto o mundo lhes mostrava a guerra, a violência e o ódio. A cada valor que lhes apontava, o mundo tinha, e continua tendo, mil anti-valores mais saborosos a oferecer. A luta sempre foi desigual Senhor, e eu sofria com isso. E o pior é que às vezes fraquejava e deixava de ser o exemplo que deveria ser. Entretanto, depois de muitos anos passados, vendo meus filhos adultos, seguindo seus próprios caminhos, levando consigo os valores que lhes dei, dou-Te graças pelo trabalho realizado, pois agora entendo a extensão da graça que foi a paternidade que me destes. E como antes, renovo a entrega a Ti, dos meus filhos e a minha, reafirmando: Obrigado por ser pai, Senhor!”

E concluo com um texto do Livro do Eclesiástico (3,5-16), para a reflexão de todos.

“Quem honra o pai será alegrado pelos filhos e, no dia em que orar, será atendido. Quem glorifica o pai terá vida longa, e quem obedece ao Senhor Deus, proporcionará repouso à sua mãe. Quem teme o Senhor honrará seu pai e, como senhores, servirá seus genitores. Com obras e palavras honra teu pai, para que venha sobre ti a sua benção. A benção do pai consolida a casa dos filhos; a maldição da mãe lhes destrói os alicerces. Não te glories da desonra de teu pai, pois a desonra do pai não é uma glória para ti. A glória do homem vem da honra de seu pai, e é uma desonra para os filhos a mãe desprezada por eles. Filho, ampara teu pai na velhice, e não lhe cause desgostos enquanto vive. Ainda que perca a razão, sê tolerante e não o desprezes, tu que estás em teu pleno vigor. Não será esquecida a compaixão para com teu pai e, em lugar dos pecados, terás os méritos aumentados. No dia da aflição, o Senhor lembrar-se-á de ti; e teus pecados desaparecerão, como o gelo ao calor do dia. Quem abandona o pai é como o blasfemador; e é maldito do Senhor quem irrita sua mãe.”  Ótimo dia para todos!


*Evaldo D' Assumpção é médico e escritor

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas