Brasil Cidades

13/08/2019 | domtotal.com

Usuários pedem mais bom senso e menos regras

Os usuários ouvidos pela reportagem acreditam que o pior problema do uso do patinete é a falta de educação.

Usuários também querem saber o local de estacionamento dos patinetes.
Usuários também querem saber o local de estacionamento dos patinetes. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Usuários de patinetes na cidade de São Paulo pedem mais bom senso e menos regulamentação. Esse é o sentimento captado pela reportagem do jornal O Estado de S. Paulo um dia depois de a Prefeitura publicar, no Diário Oficial do Município, um decreto que altera regras de uso do veículo.

"A política não tem que se meter nesse tipo de coisa. A questão do patinete precisa ser tratada com bom senso", disse a gerente de exportação Kenza Fertonani, 33 anos. "Para saber que não devemos largar o patinete em qualquer lugar ou que precisamos guiar com segurança não é preciso uma lei", completou enquanto dava uma volta de patinete na Avenida Paulista.

Entre as regras estabelecidas no decreto estão o limite de velocidade máxima em 20 km/h, a definição de locais específicos para uso do equipamento e a criação de bolsões de estacionamento. Outra mudança de bastante impacto é a proibição do uso do patinete para menores de 18 anos. As novas normas devem entrar em vigor em 60 dias.

"Acho que liberar o patinete para quem tem mais de 16 anos já seria razoável. Além disso, os menores de 18 podem estar acompanhados pelos pais. Desse jeito, acho essa lei um pouco exagerada", afirmou a estudante Samara Guimarães, 17 anos.

Os usuários ouvidos pela reportagem acreditam que o pior problema do uso do patinete é a falta de educação. "Tem de educar as pessoas. E não limitar o uso. Educar a população é mais caro e mais difícil, mas essa deveria ser a prioridade", afirmou a professora de educação física Isis Maria Correa, 44 anos.

Claro, houve quem gostasse das novas medidas. "Sou a favor das regras. Não concordo em deixar os patinetes em qualquer lugar da calçada. Mas acredito que os estacionamentos já deveriam ter sido escolhidos e divulgados. Assim, a discussão já seria sobre a conveniência ou a inviabilidade dos locais escolhidos. Isso seria importante", comentou o contador Douglas Cavalcante, de 34 anos.

No sábado, o secretário Municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, disse que "os bolsões de estacionamento serão definidos pela CET e pela Secretaria das Subprefeituras". Além disso, afirmou que "eventualmente, poderá existir um bolsão localizado em uma calçada, mas o usuário precisará levar o patinete até uma ciclovia ou ciclofaixa".


Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.

Instituições Conveniadas