Brasil Cidades

16/08/2019 | domtotal.com

MARemoto

O MAR, não tenho dúvida disso, é um dos maiores ativos da cidade do Rio de Janeiro.

Impressionante ver o que o Mar oferece a todos os seus visitantes, usuários, vizinhos, alunos, entusiastas, patrocinadores, apoiadores e parceiros.
Impressionante ver o que o Mar oferece a todos os seus visitantes, usuários, vizinhos, alunos, entusiastas, patrocinadores, apoiadores e parceiros. (Thales Leite/MAR)

Por Eleonora Santa Rosa*

Puxando a brasa para o meu lado, semana intensa e de largo fôlego, como tantas outras, mas com um quê de diferença, em que começamos a apresentar os resultados de um projeto multifacetado que estamos desenvolvendo no Museu de Arte do Rio – MAR, sob os auspícios (palavra que adoro) do BNDES e minha coordenação.

Motivo de alegria e renovação da crença da potência dos equipamentos culturais, dos museus como espaços estratégicos, como extraordinárias plataformas de cooperação, educação, sensibilização, mobilização,  transformação, desenvolvimento e revitalização urbana, dentre outras.

Pulsando, provocando, como ente ativo, a região em que se localiza, proporcionando experiências, aprendizados, trocas, convergências, transgressões criativas, ações plurais e muitas vezes inusuais, o MAR, à semelhança de outras instituições congêneres nacionais e internacionais, vem traçando uma bela trajetória comprometida com o seu tempo, com seu entorno, tanto o mais próximo como o expandido, abrindo suas portas, extravasando suas atividades, multiplicando e pluralizando seus interesses e projetos cada vez mais, tal qual uma mola propulsora de ações referenciais e exemplares.

É comovente, emocionante mesmo, testemunhar diariamente o gosto da lida de trabalho árduo, porém gratificante e dedicado de equipe laboriosa, comprometida em sua base com as bases de novos entendimentos e práticas no campo dos museus .

A força da presença crescente do público, vindo de lugares totalmente diversos, a ânsia do usufruto por todos do equipamento - de sua coleção, programas, infra-estrutura, enfim, de todos os seus espaços, é um bálsamo revigorador, antídoto mais que necessário, eu diria vital, para o combate ao vírus da violência, da ignorância, da idiotia, do preconceito, da mediocridade, da desesperança, da descrença e tantos mais.

Ver o desfile cotidiano de todas as gentes em nosso pilotis demonstra o quanto vale a pena resistir, batalhar, lutar pelo papel fundamental da Cultura nas políticas públicas de desenvolvimento.

O MAR, não tenho dúvida disso, é um dos maiores ativos da cidade do Rio de Janeiro, reunindo uma série de tesouros não só relacionados à sua coleção, aos seus livros, mas, sobretudo, ao trabalho imprescindível que desenvolve de formação por meio de sua valorosa e exemplar Escola do Olhar.

Impressionante ver o que o Mar oferece a todos os seus visitantes, usuários, vizinhos, alunos, entusiastas, patrocinadores, apoiadores e parceiros.

Que beleza ver o museu sediar a palestra da extraordinária escritora portuguesa Grada Kilomba, ao lado de Conceição Evaristo e Flávia de Oliveira, em noite luminosa e iluminada, deixando em transe uma  extraordinária platéia ativista, de mais de mil pessoas, em exercício de escuta crítica e interação com as estrelas da noite, num jorro de energia, vitalidade, pujança e, sobretudo, esperança  na transformação de nosso país.

Muito bom integrar a equipe de um museu  que faz diferença!

Viva o MAR!

Jornalista, editora, gestora cultural, foi secretária de Estado de Cultura de MG. Atualmente dirige o Museu de Arte do Rio.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas