Brasil Cidades

19/09/2019 | domtotal.com

O inverno bacurau termina

Se o inverno bacurau foi quente, imagino o verão que vem aí pela frente.

O inverno – inferno bacurau está terminando e eu acho que sequer estamos no começo de uma longa batalha para reerguer direitos e conquistas
O inverno – inferno bacurau está terminando e eu acho que sequer estamos no começo de uma longa batalha para reerguer direitos e conquistas (Divulgação)

Por Ricardo Soares*

Está acabando um inverno que foi sem nunca ter sido. Um inverno bacurau. Aquele em que negamos o frio porque o calor se impõe. Um inverno em que se estigmatizou a calorenta cor vermelha. Um inverno – inferno no país da distopia, da descrença, do minguar das esperanças, da normatização contínua da barbárie, da negação da civilidade, um inverno que subverte o calendário.

Nesse inverno – inferno vem a tona o repulsivo e repugnante som "sertanojo" mais que nunca a trilha sonora do Brasil do atraso, dos rodeios incentivados pelo ignaro presidente, um  país de arma na cinta disposto a passar por cima do bom senso e tornando ideológica a discussão do meio ambiente. Vem à tona a influência desmedida sobre hábitos e costumes dos representantes do Evanjeguistão, todos devidamente encalacrados em todos os poderes.

Daí não ser difícil fazer um paralelo entre o que acontece no inverno – inferno do país e o filme – sensação da temporada, Bacurau, que goste ou não o prezado leitor e leitora, deve ser visto, comentado, replicado, discutido. Não farei aqui nenhuma pretensa crítica ao filme, pois pululam nas redes e na mídia física gente a escrever sobre o filme, inclusive estultices superlativas que buscam em filmes gringos influências sobre o tal Bacurau.

O inverno – inferno bacurau está terminando e eu acho que sequer estamos no começo de uma longa batalha para reerguer direitos e conquistas que estão sendo eliminadas todos os dias, enquanto ficamos na praça dando milho aos pombos divisionistas da esquerda, enquanto o fascismo conquista corações e mentes e normatiza o absurdo. Se o inverno bacurau foi quente, imagino o verão que vem aí pela frente. Mas, sem spoiler, fica aqui pra mim o recado central do filme Bacurau. Só unidos venceremos o inferno.

*Ricardo Soares é diretor de TV, roteirista, escritor e jornalista. Publicou oito livros, dirigiu 12 documentários.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Instituições Conveniadas