ESDHC

01/10/2019 | domtotal.com

4ª Semea debate a diversidade da Amazônia

Iniciativa da Companhia de Jesus, o evento tem importância ainda maior este ano, pois será realizado logo após o Sínodo para a Pan-Amazônia.

O evento contará com a participação de representantes de povos tradicionais da Amazônia.
O evento contará com a participação de representantes de povos tradicionais da Amazônia.

No fim de outubro, Belo Horizonte recebe a quarta edição da Semana de Estudos Amazônicos (Semea), iniciativa da Companhia de Jesus para debater e sensibilizar a sociedade civil sobre as questões referentes à região. Realizado em quatro espaços – Dom Helder Escola de Direito, Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, Colégio Loyola e Centro Loyola – o evento vai contar com a participação de representantes de povos tradicionais da Amazônia (indígenas, ribeirinhos e quilombolas), gestores públicos e pesquisadores, professores, representantes de movimentos sociais e organizações não governamentais, buscando promover o intercâmbio de saberes e dar visibilidade aos desafios amazônicos.

A 4ª Semea tem importância ainda maior este ano, pois será realizada de 29 de outubro a 1º de novembro, logo após o Sínodo para a Pan-Amazônia, que terá lugar no Vaticano, de 6 a 27 de outubro, reunindo bispos dos nove países que integram a macrorregião: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, Suriname, Guiana e Guiana Francesa. Convocado pelo papa Francisco em 2017, o sínodo discutirá a importância da floresta Amazônia para o planeta, colocando seus povos, culturas e biodiversidade no centro das atenções mundiais.

Aberta a todos interessados mediante incrição, a programação da Semea vai abordar distintos aspectos sobre a Amazônia, buscando uma abordagem transversal entre as áreas de Direito, Meio Ambiente, Cultura, Religião, além de discutir propostas e estratégias de ação para o futuro da região. Participe!


Redação Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Instituições Conveniadas