Brasil Política

15/10/2019 | domtotal.com

Desafeto de Bolsonaro, presidente do PSL é alvo de busca e apreensão pela PF em caso de candidaturas-laranjas

Operação ocorre no momento em que Bolsonaro trava uma disputa com o PSL, especialmente com Bivar, que pode resultar na saída do presidente do partido

Operação da PF acorre na semana seguinte as críticas de Bolsonaro a Bivar.
Operação da PF acorre na semana seguinte as críticas de Bolsonaro a Bivar. (PSL/Divulgação)

A Polícia Federal foi às ruas na manhã desta terça-feira (15) para cumprir nove mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao presidente do PSL, Luciano Bivar, em investigação sobre suspeita de fraudes no uso de recursos do fundo partidário em candidaturas-laranjas do partido do presidente Jair Bolsonaro.

A PF disse em nota oficial que a chamada Operação Guinhol investiga se representantes do Partido Social Liberal (PSL) teriam ocultado, disfarçado e omitido movimentações de recursos financeiros oriundos do fundo partidário, especialmente os destinados às candidaturas de mulheres, em Pernambuco.

Segundo a PF, há indícios de que os recursos destinados às candidaturas de mulheres foram usados "de forma fictícia" e "desviados para livre aplicação do partido e de seus gestores".

A corporação apontou que a operação tem como base um inquérito policial instaurado a pedido do TRE-PE para apurar a possível prática de omissão de declarações para fins eleitorais, apropriação de recursos destinados ao financiamento eleitoral (artigos 350 e 354-A da Lei 4737/65) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal).

"Representantes locais de partido político teriam ocultado/disfarçado/omitido movimentações de recursos financeiros oriundos do fundo partidário, especialmente os destinados às candidaturas de mulheres", diz a PF.

A Polícia Federal informou que o nome da operação, Guinhol, faz referência a um marionete, "diante da possibilidade de candidatas terem sido utilizadas exclusivamente para movimentar transações financeiras escusas".

A operação ocorre no momento em que Bolsonaro trava uma disputa com o PSL, especialmente com Bivar, que pode resultar na saída do presidente do partido. Na semana passada, Bolsonaro e parlamentares do PSL insatisfeitos com Bivar requereram, por meio de advogados, informações sobre as finanças do partido.

O caso das candidaturas-laranjas do PSL começou a ser investigado pela PF em Minas Gerais, em um caso que levou o Ministério Público a denunciar o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, por suspeita de envolvimento, no início do mês.


Reuters e Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Instituições Conveniadas