Ciência e Tecnologia

03/11/2019 | domtotal.com

Pequim usará reconhecimento facial para reforçar segurança no metrô

Em seguida, as pessoas serão classificadas e direcionadas para diferentes controles de segurança

Nos horários de pico, as estações de metrô da capital da China registram longas filas de pessoas aguardando para passar pelos controles de segurança
Nos horários de pico, as estações de metrô da capital da China registram longas filas de pessoas aguardando para passar pelos controles de segurança (AFP)

Pequim utilizará tecnologia de reconhecimento facial para acelerar os controles no metrô da cidade, graças a um sistema que classificará os passageiros em função de seu "crédito" de segurança, informa a imprensa estatal.

Nos horários de pico, as estações de metrô da capital da China registram longas filas de pessoas aguardando para passar pelos controles de segurança, em uma cidade que tem 20 milhões de habitantes.

A administração da cidade deseja instalar câmeras para escanear os rostos dos passageiros quando eles entram em uma estação de metrô. Em seguida, as pessoas serão classificadas e direcionadas para diferentes controles de segurança, afirmou Zhan Minghui, diretor do centro de controle de tráfego ferroviário de Pequim.

Zhan explicou ao jornal Beijing Youth Daily que o plano inclui a criação de um sistema de "créditos", pelo qual os passageiros registrados na "lista branca" poderão passar mais rápido.

As pessoas com um "feedback anormal" serão submetidas a controles adicionais. Zhan Minghui não apresentou detalhes sobre os critérios de classificação dos passageiros, nem o que justificaria um "feedback anormal".

"A técnica tem o objetivo de melhorar a eficiência dos controles de segurança e inclui tanto controles corporais como de bagagem quando muitos passageiros entram na estação", disse Zhan durante um fórum sobre transportes na terça-feira em Pequim.

Desde maio, o metrô de Pequim aplica um sistema no qual os passageiros perdem pontos se comem dentro dos vagões.

O sistema de transporte da capital chinesa administra 12 milhões de viagens por dia, número que pode aumentar para 17 milhões em 2022.

O reconhecimento facial está em expansão na China e vai dos supermercados aos controles de segurança.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Instituições Conveniadas