Esporte Futebol Internacional

05/11/2019 | domtotal.com

Liverpool garante que torcedores LGBT serão bem-vindos ao Catar

Time inglês disputa o Mundial de Clubes no final de dezembro e quer que sua torcida seja bem tratada, independentemente da orientação sexual

O Liverpool é o atual campeão da Champions League
O Liverpool é o atual campeão da Champions League (REUTERS/Andrew Yates)

Simon Evans

O executivo-chefe do Liverpool, Peter Moore, disse que as autoridades do Catar garantiram ao time que seus torcedores LGBT serão bem-vindos no Estado do Golfo Pérsico para o Mundial de Clubes da Fifa no mês que vem.

Autoridades cataris se reuniram com torcidas do Liverpool, inclusive o grupo LGBT "Kop Outs!", para debater as preocupações dos torcedores que assistirão o torneio de 11 a 21 de dezembro.

Leia também:

Como em vários países de maioria muçulmana, os atos homossexuais são estritamente proibidos no Catar, embora a lei seja raramente cumprida.

"Recebemos garantias de que nossos torcedores LGBT serão bem-vindos no Catar, algo que é de importância vital para nós como clube, dado nosso compromisso de longa data com a diversidade e a igualdade", disse Moore ao site do time.

O Mundial de Clubes é um evento de teste da Copa do Mundo, que o Catar sediará em 2022. Nasser Al Khater, executivo-chefe do comitê organizador da Copa do Mundo do Catar de 2022, já havia dito que torcedores de todas as orientações sexuais serão bem-vindos no país, que é governado por códigos legais baseados no Islã.

Moore disse que o Liverpool, campeão europeu que disputará a semifinal de 18 de dezembro e a final ou a decisão do terceiro colocado três dias depois em Doha, realizou conversas a respeito de uma série de tópicos.

"Pedimos e recebemos informações sobre ingressos das partidas, provisões para hotéis, prontidão dos estádios, questões de segurança, temas culturais e uma gama de outras questões. Não se negligenciou nada".


Reuters

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Instituições Conveniadas