Esporte Futebol Internacional

06/11/2019 | domtotal.com

Conmebol muda local da final da Libertadores e torcedor pode pedir ressarcimento

River Plate e Flamengo não se opuseram à alteração, mas seus fãs que se sentirem prejudicados podem acionar a Justiça

A cobiçada Taça Libertadores terá sua final disputada em Lima
A cobiçada Taça Libertadores terá sua final disputada em Lima (Agustin Marcarian/Reuters)

Lima vai receber a final em jogo único da Copa Libertadores da América 2019 entre River Plate e Flamengo no lugar de Santiago, anunciou nessa terça-feira (5) a Conmebol, no momento em que continua a crise social no Chile que deixou até agora 20 mortos. A decisão de tirar o jogo de Santiago foi tomada após reunião na sede da entidade, no Paraguai, com representantes dos dois clubes, que não se opuseram, e das federações nacionais de Brasil, Argentina e Chile.

Mas nem todos ficaram contentes com a alteração. Torcedores que se programaram para ir a Santiago e tiveram gastos com ingresso, passagem aérea e hospedagem devem pedir o ressarcimento. O pedido deve ser feito à Conmebol, se necessário, por vias judiciais. A entidade máxima do futebol sul-americano é que deve ser responsabilizada. Dependendo da situação, o fã de River e/ou Fla pode alegar até danos morais. 

Leia também:

Motivos da mudança

A decisão da Conmebol, em conjunto com os presidentes dos clubes finalistas e das associações de Argentina, Brasil e Chile, foi tomada como consequência da inusitada crise social enfrentada pelo governo do presidente Sebastián Piñera há duas semanas. A crise social enfrentada deixou 20 mortos e cancelou diversos eventos esportivos no país. 

"Novas circunstâncias de força maior e ordem pública, analisadas e avaliadas com prudência, considerando a segurança dos jogadores, do público e das delegações, motivaram a decisão de levar a final da Copa Conmebol Libertadores 2019 a Lima, Peru, e manter a data de 23 de novembro", destacou a entidade que rege o futebol sul-americano em um comunicado.

"A escolha do novo cenário se baseia na oferta do governo do Peru e nas garantias de segurança que foram dadas", acrescentou a entidade. A partida será disputada no estádio Monumental, do clube Universitário, com capacidade para 80 mil pessoas, informou a Conmebol na noite dessa terça-feira.

"A Final Única da #Libertadores será no Estádio Monumental de @Lima2019 em 23 de novembro (sábado) às 15H00 horas" (17H00 Brasília), tuitou a Conmebol.

Nessa terça-feira, as federações chilena e da Bolívia anunciaram o cancelamento do amistoso marcado para o próximo dia 15, na cidade de Concepción. Antes, já havia sido cancelado o QS 1500 Maui and Sons Pichilemu Women's Pro by Royal Guard, etapa da divisão de acesso do Circuito Mundial de Surfe, que seria disputada de 31 de outubro a 2 de novembro. O evento foi adiado para 13 a 15 de dezembro, em Punta de Lobos, em Pichilemu, no sul do Chile.

Além do surfe, o futsal teve um evento cancelado. A Conmebol optou por suspender a Copa América de Futsal, que seria disputada na cidade de Los Ángeles, a 513 quilômetros de Santiago, de 23 a 30 de outubro.

Pela terceira semana seguida, a Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP) do Chile cancelou as partidas de futebol organizadas pela entidade no país. Tudo por causa dos problemas políticos que a presidência vem enfrentando, principalmente em Santiago, com manifestações de muitas pessoas nas ruas. "A ANFP e os clubes de futebol do Chile ratificam seu compromisso com a segurança dos torcedores, jogadores, jogadoras e crianças que nos acompanham", disse em comunicado.

Agustín Lozano, presidente da Federação Peruana disse que a "Conmebol nos deu o sinal verde e vamos responder com nosso melhor trabalho organizacional". "Considero que vamos chegar bem (para o sábado 23 de novembro). O Peru tem muita capacidade hoteleira. Temos uma equipe técnica muito capacitada. Organizamos mundiais, Copa América (2004). O estádio Monumental reúne todas as condições para receber esta final", afirmou, sem que isso signifique a confirmação do local.

Os clubes

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, avaliou que a mudança da sede era "uma questão humanitária", e o que se buscou foi o "bem-estar" dos torcedores. O mais importante e a maior preocupação durante o processo foram as pessoas, sua segurança, declarou Landim.

O presidente do River, Rodolfo D'Onofrio, lamentou "não jogar em Santiago, mas agora é a realidade. Bem-vinda Lima (...). Será uma grande festa".

É a segunda vez consecutiva que a Conmebol precisou mudar o cenário de uma final da Libertadores, após a decisão desta terça em Assunção. Em 2018, a final foi transferida para Madri devido a incidentes sérios que foram registrados no dia 24 de novembro perto do estádio Monumental do River em Buenos Aires para o jogo de volta, após um empate em 2 a 2 na Bombonera com seu arqui-rival Boca. O River derrotou o Boca por 3 a 1 no estádio Santiago Bernabéu e conquistou seu quarto título da Libertadores.


AFP / Agência Estado / Dom Total

TAGS


EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.

Instituições Conveniadas