Esporte Futebol Nacional

14/11/2019 | domtotal.com

Em jogaço histórico, Flamengo e Vasco empatam no Maracanã

Clássico carioca teve com oito gols, um deles no primeiro minuto e outro nos instantes finais, e duas viradas, além de muita confusão como apito final

Jogo no Maracanã teve muitas emoções ao longo dos mais de 90 minutos
Jogo no Maracanã teve muitas emoções ao longo dos mais de 90 minutos (Thiago Ribeiro / Agif/Gazeta Press)

Em um dos mais emocionantes clássicos dos últimos anos no Rio, talento e superação se igualaram. Nessa quarta-feira (13), no Maracanã, Flamengo e Vasco empataram por 4 a 4, em partida antecipada da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro por causa da presença do rubro-negro na decisão da Copa Libertadores.

O gol no minuto inicial indicava que o Flamengo poderia ter vencido com facilidade, mas embora tenha até ficado perto do triunfo graças ao talento de seus jogadores, especialmente Bruno Henrique, sofreu com a organização e garra do Vasco, que aproveitou as falhas do sistema defensivo adversário para não deixar o campo derrotado, arrancando o empate nos acréscimos.

A igualdade impede a possibilidade de o Flamengo ser campeão no próximo fim de semana, ainda que o time esteja com confortável vantagem na liderança, agora com 78 pontos e 11 de vantagem para o Palmeiras, que tem um jogo a mais a disputar. Já o Vasco chegou aos 43 pontos, na décima posição. O Flamengo voltará a jogar no domingo, quando visitará o Grêmio em Porto Alegre. No dia seguinte, o Vasco vai receber o Goiás, em São Januário.

O jogo

O início do clássico não poderia ter sido melhor para o Flamengo. Afinal, bastaram 38 segundos para abrir o placar, em uma jogada espetacular de Reinier, que enfileirou jogadores do Vasco até chegar na linha de fundo, cruzando para trás. Gabriel desviou e Everton Ribeiro, ainda que dividindo, finalizou às redes para fazer 1 a 0.

Ser vazado tão cedo, porém, não enervou o Vasco, que exibiu consistência diante de um rival que pareceu tirar o pé pela vantagem inicial, errou muitos passes e teve atuação apagada dos seus principais jogadores. Assim, ainda que o Flamengo tivesse mais posse de bola, o Vasco conseguiu se organizar para avançar em contra-ataques, conseguindo construir jogadas em velocidade com Rossi e Marrony, também sendo perigoso em lances de bola parada. Marrony ameaçou em cabeceio e Rossi em um linda bicicleta.

O merecido gol de empate veio aos 33 minutos. No lance, Rossi cruzou na área, Raul ajeitou de cabeça e Marrony bateu de primeira para fazer 1 a 1. E a virada veio pouco depois, após jogada individual de Pikachu, que deu uma caneta em Pablo Mari antes de ser derrubado por Rodrigo Caio. Na cobrança, ao 35, o próprio Pikachu bateu no canto direito, com Diego Alves pulando para a esquerda.

A desvantagem levou o Flamengo ao ataque, quase marcando com Rodrigo Caio, de cabeça. E no último lance do primeiro tempo, obteve o empate, com uma dose de sorte, pois, na cobrança falta ensaiada, Gabriel rolou para Rafinha na grande área. Ele bateu cruzado, com a bola desviando em Danilo Barcelos, impedindo a defesa de Fernando Miguel.

Para o segundo tempo, o Flamengo voltou a campo com Arrascaeta, recuperado de lesão, no lugar de Reinier, voltando a atuar com todos os seus titulares. Só que foi o Vasco que marcou, aos seis minutos, aproveitando falha da zaga adversária. No lance, Pikachu acionou Rossi que cruzou para Marcos Júnior, completamente livre, finalizar às redes.

Mesmo em vantagem, o Vasco não abdicava de atacar, o que deixou o clássico emocionante e eletrizante, com chances para os dois lados. Mas acabou cedendo a igualdade em um contra-ataque. Aos 20 minutos, Bruno Henrique disparou em velocidade, tabelou com Arrascaeta e recebeu na grande área. Após grande domínio, bateu na saída de Fernando Miguel, o encobrindo.

A partir daí, o Vasco não conseguiu mais jogar em condições de igualdade com o Flamengo. Buscou praticamente só se defender, escapou quando Gabriel perdeu grande chance, mas sucumbiu aos 34 minutos. Logo após ser acionado por Jorge Jesus, Vitinho avançou até a linha de fundo e cruzou, Gabriel desviou, e Bruno Henrique encheu o pé para fazer 4 a 3.

A partida parecia definida, ainda mais que o Flamengo permaneceu no campo de ataque e até teve outras chances de marcar. Mas o Vasco não desistiu e arrancou a igualdade aos 47 minutos. Após chutão na área, Henríquez cabeceou para o meio, Ribamar ganhou de Rodrigo Caio pelo alto e cabeceou na saída de Diego Alves: 4 a 4.

Ao fim, houve discussões e troca de empurrões entre jogadores no gramado e na ida ao vestiário do Maracanã. Mas nada que minimizasse a grandiosidade do clássico entre os históricos rivais.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 4 VASCO

FLAMENGO
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Vitinho), Everton Ribeiro (Piris da Motta) e Reinier (Arrascaeta); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Jorge Jesus.

VASCO
Fernando Miguel; Yago Pikachu, Osvaldo Henríquez, Ricardo e Danilo Barcelos; Richard, Raul (Gabriel Pec), Guarín e Marcos Junior (Bruno Cesar); Marrony (Ribamar) e Rossi. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Everton Ribeiro, aos 48 segundos, Marrony, aos 33, Yago Pikachu, aos 35, e Danilo Barcelos (contra), aos 49 minutos do primeiro tempo. Marcos Junior, aos seis, e Bruno Henrique, aos 20 e aos 34, Ribamar, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO).

CARTÕES AMARELOS - Richard, Gabriel, Rossi, Rafinha, Raul, Marrony, Willian Arão, Filipe Luís, Gerson, Pikachu e Bruno Henrique.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.


Agência Estado / Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!