Economia

16/11/2019 | domtotal.com

Trump promete cortar impostos da classe média, mas coloca condição

A promessa anterior do presidente dos Estados Unidos de reduzir impostos para as pessoas de renda média nunca se materializou

Trump fez do sólido desempenho econômico dos Estados Unidos um ponto importante de sua campanha para as eleições do ano que vem
Trump fez do sólido desempenho econômico dos Estados Unidos um ponto importante de sua campanha para as eleições do ano que vem (AFP/Arquivos)

O presidente americano, Donald Trump, voltou a prometer nessa sexta-feira (15) à classe média de seu país uma "importante redução de impostos" se seu Partido Republicano retomar o controle da Câmara de Representantes.

Trump tem feito do sólido desempenho econômico dos Estados Unidos um ponto importante de sua campanha às eleições do ano que vem. 

Mas a promessa anterior de reduzir impostos para as pessoas de renda média nunca se materializou. Os críticos dizem que os cortes que beneficiam os americanos mais ricos em qualquer caso fizeram disparar o déficit orçamentário do país a quase um trilhão de dólares. "Vamos fazer uma redução importante de impostos sobre rendimentos médios se recuperarmos a Câmara", disse Trump a jornalistas na Casa Branca.

"Isso estará sujeito a tomar o controle da Câmara porque os democratas gostam de aumentos de impostos, não de cortes", acrescentou. Em outubro do ano passado, Trump disse que sua administração estava trabalhando em um corte de impostos "muito importante" para a classe média, que seria anunciado antes das eleições de meio de mandato de novembro e seria aprovado depois.

A imprensa americana reportou, então, que os assistentes da Casa Branca não tinham ideia do que Trump estava falando e os observadores destacaram que o Congresso não tinha prevista sessão para debater esta redução.

De qualquer forma, a promessa não influenciou os eleitores, que entregaram a Câmara baixa, até então liderada pelos republicanos, aos democratas.

Especialistas dizem que a maior economia do mundo está desacelerando, pois uma economia global lenta fragiliza a demanda por bens e serviços dos Estados Unidos e as guerras comerciais de Trump afetaram o investimento empresarial e a indústria manufatureira.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Comentários