Esporte Futebol Nacional

01/12/2019 | domtotal.com

Ceará fica no empate com o Athletico-PR e Cruzeiro pode deixar o Z4 do Brasileiro

A partida caminhava para a vitória do time alvinegro, mas o Furacão empatou no lance do jogo; Raposa depende de vitória sobre o Vasco para respirar aliviada ao final da rodada

O empate no Castelão complicou a vida do Ceará na luta contra o rebaixamento
O empate no Castelão complicou a vida do Ceará na luta contra o rebaixamento (Thiago Gomes / Agif/Gazeta Press)

A estreia de Argel Fucks no Ceará não foi como ele desejava. Depois de abrir o placar aos 42 minutos do segundo tempo, o time cedeu o empate por 1 a 1 para o Athletico-PR nos acréscimos. O resultado é muito bom para o Cruzeiro. Sem ganhar há cinco jogos, o Ceará está na 16.ª colocação, com 38 pontos, e corre o risco de entrar na zona de rebaixamento. Para isso, a Raposa, com 36 pontos, precisa ganhar do Vasco, em São Januário, na segunda-feira (2).

A partida válida pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro foi disputada nesse sábado (30) no Castelão.  Já classificado para a Copa Libertadores e apenas cumprindo tabela, o Athletico-PR chegou ao 11.º jogo de invencibilidade e pulou para a quarta colocação, com 60 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Grêmio, com 59, neste domingo (1).

O jogo

Principal interessado na partida, o Ceará foi quem criou o primeiro lance de perigo, aos 13 minutos. Fabinho fez boa jogada individual e bateu na saída de Santos, mas o chute saiu fraco e Robson Bambu salvou. A resposta paranaense veio em chute de Léo Cittadini defendido por Diogo Silva.

A partida era equilibrada, com o Ceará sendo um pouco mais ofensivo, mas nenhum dos dois times conseguia criar lances de perigo. Na melhor oportunidade do primeiro tempo, aos 39, o zagueiro Thiago Heleno ajeitou de cabeça e Marco Ruben, livre de marcação, desviou por cima do travessão, perdendo boa chance para o visitante.

O argentino quase conseguiu se redimir aos 44 com um chute forte de fora da área. Diogo Silva foi buscar no ângulo e evitou que o Ceará fosse para o intervalo atrás do placar.

Segundo tempo

O time da casa voltou aceso no segundo tempo. Aos dois, Thiago Galhardo recebeu de Cristovam e parou em Santos. Na sequência, Fabinho cruzou e Galhardo, livre de marcação, cabeceou nas mãos do goleiro rubro-negro.

Aos 17, Vitinho e William Oliveira se desentenderam e foram amarelados. Como o atacante do Athletico-PR já havia sido advertido, foi expulso. Em vantagem numérica, o Ceará foi com tudo para o ataque. João Lucas cruzou e Ricardinho desviou, de cabeça, rente à trave.

Quando parecia que o Athletico-PR ia conseguir segurar a pressão, o zagueiro Valdo tabelou com Bergson e cruzou rasteiro para Mateus Gonçalves encher o pé, abrindo o placar para o Ceará

A torcida alvinegra fazia uma bonita festa nas arquibancadas, quando recebeu um balde de água fria no último lance do jogo. Camacho cobrou escanteio e Madson se antecipou ao goleiro para desviar de cabeça às redes.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela penúltima rodada. O Ceará recebe o Corinthians, às 19h30, no Castelão, em Fortaleza, enquanto o Athletico-PR enfrenta o Santos, às 19 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 X 1 ATHLETICO-PR

CEARÁ
- Diogo Silva; Cristovam, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, William Oliveira (Ricardinho), Leandro Carvalho (Bergson), Felipe Baxola (Mateus Gonçalves) e Lima; Thiago Galhardo. Técnico: Argel Fucks.

ATHLETICO-PR - Santos; Madson, Robson Bambu, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Camacho, Erick e Léo Cittadini (Vitinho); Braian Romero, Marco Ruben (Lucho Gonzalez) e Thonny Anderson (Rony). Técnico: Eduardo Barros.

GOLS - Mateus Gonçalves, aos 42, e Madson, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido de Souza Ribeiro (PB).

CARTÕES AMARELOS - João Lucas, Cristovam, William Oliveira, Valdo, Mateus Gonçalves e Thiago Galhardo (Ceará); Vitinho e Robson Bambu (Athletico-PR).

CARTÃO VERMELHO - Vitinho (Athletico-PR).

LOCAL - Castelão, em Fortaleza (CE).


Agência Estado / Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Comentários