Cultura

14/02/2020 | domtotal.com

Fundador de Inhotim é inocentado da acusação de lavagem de dinheiro

Empresário Bernardo Paz se diz aliviado com a decisão, que ainda pode ser revista

Bernardo Paz se afastou da presidência do Instituto Inhotim, que conta com uma coleção de arte única
Bernardo Paz se afastou da presidência do Instituto Inhotim, que conta com uma coleção de arte única (AFP)

O empresário Bernardo Paz, fundador do Instituto Inhotim, um dos maiores museus a céu aberto do mundo, foi inocentado das acusações de lavagem de dinheiro pela 4ª Turma do Tribunal Federal da Primeira Região, em Brasília. Paz foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2013. Em 2017, foi condenado em primeira instância pela 4ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte a nove anos e três meses de prisão. O MP o denunciou por lavagem de dinheiro entre 2007 e 2008, "dissimulando a origem e a natureza de recursos provenientes da sonegação de contribuições previdenciárias".

Milionário e criador de Inhotim, importante museu em Brumadinho, a 60 quilômetros de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, Paz fez fortuna com a indústria do minério de ferro e abriu Inhotim em 2006. Paz era dono da Itaminas, um grupo de 29 empresas, grande parte na área de mineração e siderurgia, que foi vendida para um grupo chinês por US$ 1,2 bilhão.

O empresário sempre negou as acusações e disse se sentir aliviado com a decisão Tribunal Federal da Primeira Região (TRF1), em Brasília. "Depois de dois anos de depressão, com vergonha de sair de casa, vejo a luz no fim do túnel", contou. A decisão de absolver o empresário foi unânime entre os três juízes de uma das cortes do TRF1, mas pode ser revista por instâncias superiores.

O Instituto Inhotim, atualmente presidido por Antônio Grassi, passou por dificuldades com um surto de febre amarela na região e o rompimento da barragem da Vale na cidade, mas tem mantido suas ações e projetos e planeja novidades.

Bernardo Paz negocia com o governo de Minas Gerais negociam um acordo para quitar dívidas de ICMS de suas empresas e encerrar um processo que se arrasta por 25 anos. O empresário propõe transferir 20 obras do acervo de Inhotim para o estado. O acordo ainda está em tramitação na Justiça.


AFP/Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Comentários