Economia

12/03/2020 | domtotal.com

Azul e Latam cortarão voos internacionais em até 30% por causa de coronavírus

A Azul disse que está monitorando o impacto potencial do Covid-19 em seus resultados de 2020 e que decidiu suspender as projeções para o ano

O cenário mais crítico envolve uma redução de 19% na receita aérea global de passageiros
O cenário mais crítico envolve uma redução de 19% na receita aérea global de passageiros (Rahel Patrasso/Reuters)

A Azul reportou nesta quinta-feira prejuízo líquido de R$ 2,3 bilhões no quarto trimestre de 2019, afetado por despesas consideradas não-recorrentes, e suspendeu as projeções para 2020, além de adotar outras medidas, em razão da incerteza relacionada com o impacto da propagação do coronavírus.

Um ano antes, a empresa teve lucro líquido de R$ 697,2 milhões no mesmo período.

Em termos ajustados, a companhia aérea teve lucro líquido de R$ 872,8 milhões nos últimos meses do ano passado, ante R$ 375,6 milhões no mesmo período de 2018. Excluindo variação cambial, o lucro ficou em R$ 436,7 milhões entre outubro e dezembro, de 96,6 milhões de reais um ano antes.

A Azul disse também, em comunicado, que está monitorando o impacto potencial do Covid-19 em seus resultados de 2020 e que decidiu suspender as projeções para o ano. A empresa acrescentou que, com base nas melhores informações disponíveis, também decidiu pela redução da capacidade internacional entre 20% a 30% em relação ao plano original.

A empresa decidiu ainda pela redução do crescimento doméstico de forma preventiva e anunciou que novas contratações estão suspensas, enquanto vai lançar programa de licença não remunerada. A empresa também disse que está em negociação de novas condições de pagamento com parceiros para preservar caixa.

Ainda optou pela continuidade no plano de substituição de E1s por E2s, mas comunicou a suspensão das entregas incrementais.

Latam

Considerada a maior da América Latina, a companhia aérea chileno-brasileira Latam anunciou nesta quinta-feira (12) que reduzirá seus voos internacionais em 30%, devido à menor demanda e a restrições de viagens impostas pelos governos em razão da pandemia de coronavírus.

"Diante de um cenário complexo e extraordinariamente dinâmico, a LATAM está adotando medidas imediatas e responsáveis para salvaguardar a sustentabilidade da empresa a longo prazo, protegendo os planos de viagens de passageiros e tentando cuidar do emprego de seus 43mil trabalhadores", afirmou o vice-presidente comercial da companhia aérea, Roberto Alvo, em um comunicado à imprensa.

A medida será aplicada principalmente para voos da América do Sul para Europa e Estados Unidos entre 1º de abril e 30 de maio de 2020.

Além disso, a empresa informou que também decidiu "suspender novos investimentos, despesas e contratações, incentivos para licenças não remuneradas e antecipação de férias", em meio a restrições de entrada e saída para países como Estados Unidos, Itália, ou El Salvador, para impedir a expansão do coronavírus.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) estimou na semana passada que as companhias aéreas poderiam perder até US$ 113 bilhões em receita em 2020, devido ao impacto do novo coronavírus.

Essa estimativa não leva em consideração as perdas no transporte de mercadorias.

O cenário mais crítico envolve uma redução de 19% na receita aérea global de passageiros.

A companhia aérea Latam oferece serviços aéreos para 145 destinos em 26 países, com presença direta na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru. Possui mais de 42mil  funcionários e opera aproximadamente 1,4 mil voos diários, transportando mais de 74 milhões de passageiros anuais.


Reuters



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!