Ciência e Tecnologia

18/03/2020 | domtotal.com

Influenciadores digitais em tempos de quarentena

No Brasil, Gabriela Pugliese conta que se assustou ao saber que estava infectada

'Tudo tem seu lado bom! Bichos não pegam Corona e posso ficar agarrada!', escreveu Gabriela Pugliese, na foto, com seu cachorro
'Tudo tem seu lado bom! Bichos não pegam Corona e posso ficar agarrada!', escreveu Gabriela Pugliese, na foto, com seu cachorro (Reprodução Instagram)

Confinados, mas hiperativos, muitos influenciadores digitais aproveitam o confinamento para se dirigir a uma gigantesca audiência de jovens trancados em casa, compartilhando mais do que o habitual do seu dia a dia.

Alguns relatam sua experiência com o coronavírus em primeira pessoa, como a alemã Carolin Lauffenburger, cujo marido deu positivo para o vírus, depois de apresentar febre e dor no peito.

O casal respondeu muitas perguntas dos internautas sobre a doença, desde o contágio inicial ao tratamento. A blogueira pediu ao seus 100 mil seguidores no Instagram "que não sejam uma geração que prefere a liberdade temporária ao bem-estar de todos".

A nova-iorquina Arielle Charnas também compartilhou no Instagram desde seus primeiros sintomas e dores até o teste no hospital em que deu positivo, enquanto contou com o apoio e conselhos de seus 1,1 milhão de seguidores.

"Estou feliz que a febre tenha passado, mas hoje sinto mais dor do que nunca", disse a influenciadora, enquanto anunciava que não comunicaria mais sobre sua doença. "Tenho a impressão de que o que vivemos é um pesadelo, mas estou determinada a trazer um pouco de normalidade às nossas vidas", acrescentou. "Voltarei às coisas que me fazem feliz, como meus filhos, minha vida familiar, moda e trabalho", disse Charnas.

Muitos outros influenciadores, impedidos em casa, sem compromissos ou viagens à vista, foram ao ar nos últimos dias para manter contato com o público, compartilhando sua vida cotidiana e seus "tutoriais de confinamento".

Ao se conectar no Instagram na terça-feira (17), o francês Panayotis Pascot interagiu ao vivo com 2 mil espectadores, reunidos em vários segundos. "Como biscoitos Pim's de framboesa, assisto (a série) The walking dead, o que é uma péssima ideia", explicou o humorista a seus assinantes sobre o confinamento.

Seu compatriota Jeremstar multiplicou os vídeos curtos que mostram sua surpresa com as lojas fechadas e sua nostalgia por coisas que não verá por várias semanas. "Me diverte ficar feio, não vou pentear o cabelo", disse ele no Instagram, acrescentando que está se preparando para engordar "29 quilos".

Muitos usuários das redes sociais também multiplicaram seus conselhos, resumidos no slogan: "Eu fico em casa". "Não corra no parque, não seja egoísta neste período", disse na segunda-feira (16) a rainha das influenciadoras italianas, Chiara Ferragni, enquanto seu marido, o rapper Fedez, organizava concertos on-line de sua varanda em Milão.

Wanda Icardi, apresentadora e agente de seu marido, o jogador do PSG Mauro Icardi, transmitiu na terça momentos de brincadeiras com seus filhos. E a estrela 'fitness' do YouTube TiboinShape dá conselhos sobre como ficar (muito) em forma em casa, entre exercícios e uma boa dieta.

#SafeHands

Para atingir esse público jovem, a Organização Mundial da Saúde (OMS) também aderiu à rede Tik Tok, com a campanha #SafeHands. Entre piadas e coreografias, personalidades como a cantora Mariah Carey mostram como se deve lavar as mãos por pelo menos 40 segundos para se proteger do coronavírus.

E em todos os vídeos que se referem à pandemia, a plataforma também propõe aos usuários consultar fontes confiáveis, como a OMS, governos e imprensa.

Gabriela Pugliese

Uma das celebridades brasileiras que se viram obrigadas ao confinamento em casa foi a influenciadora digital Gabriela Pugliese. No dia 7 de março aconteceu o casamento de sua irmã, a também influenciadora Marcela Minelli, em Itacaré, no sul da Bahia. Um dos convidados estava contaminado com o Covid-19, supostamente contraído após uma viagem de retorno dos EUA. Além de outros convidados, a própria Pugliese foi diagnosticada com a nova gripe poucos dias depois.

Leia também:

Em entrevista ao Fantástico do último domingo (15), Gabriela contou que está de repouso em casa com o marido. "Eu comecei a sentir mal, como se fosse um estado pré-gripal na terça-feira (10) a tarde. Um pouquinho de falta de ar, que era a única coisa que não caracterizava gripe". 

Ainda segundo Gabriela, foi na madrugada de terça para quarta-feira que os sintomas pioraram, com febre e calafrios. "Eu acordei de madrugada suando muito frio, com o pijama encharcado. Aí eu medi minha febre e eu tava com 39º de febre. É muito desconforto, febre e dor no corpo". O resultado do exame feito para diagnosticá-la saiu 30 horas depois, na quinta-feira a tarde.

Ao saber que estava com Covid-19 a influencer disse que ficou "baquiada", já que nunca passou pela cabeça que seria algo tão grave. "Quando eu ia achar que eu ia ter isso, gente?! Nunca!". Agora, Pugliese mostra sua rotina através dos stories do Instagram. Há uma semana sem treino, ela tem apostado no alongamento e na yoga para manter o equilíbrio entre corpo e mente.

E mais importante que isso, tem falado com seus seguidores para levarem a sério a situação, bem como feito pedidos para que eles fiquem em casa.


AFP/Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Comentários