Religião

24/03/2020 | domtotal.com

A intercessão dos santos em tempos de coronavírus

A Igreja Católica invoca intercessores poderosos em meio a surtos como o que estamos vivenciando

São Sebastião é um dos santos intercessores contra as doenças contagiosas
São Sebastião é um dos santos intercessores contra as doenças contagiosas (Reprodução Blog NossasParoquias)

*João Eduardo S. Mariana

Nestes tempos tão difíceis que a humanidade tem passado, os católicos de todo o planeta se agarram à intercessão dos santos e santas de Deus. O próprio Cristo, vivendo encarnado nesta terra, afirmou no Evangelho que deveríamos ser santos assim como Deus é santo, dando-nos a entender que a santidade é um processo de construção diária, que devemos assumir como projeto para as nossas vidas.

Mas alguns homens e mulheres de fé ao longo da história se destacaram como modelo de virtudes, vindo a merecer os altares de nossas igrejas. Um deles é o mártir São Sebastião, guarda romano que conheceu a Cristo e se rebelou contra os perseguidores da mensagem do Evangelho. Foi atravessado por flechas, sobreviveu e voltou a pregar, até ser preso novamente e espancado até a morte. Sua devoção foi difundida entre os primeiros cristãos.

São Sebastião se torna um dos santos intercessores contra as doenças contagiosas em meados dos anos 680, quando uma grave peste se instalou em Roma. O bispo da cidade teve a ideia de invocar a proteção do mártir, trazendo seus restos mortais para a capital italiana. Com a chegada dos ossos do santo na cidade, a epidemia sumiu imediatamente. São Sebastião foi invocado em outras pestes ao longo da história, como em 1575 em Milão, e 1599 em Lisboa, Portugal. Em todas elas, São Sebastião foi reconhecido como aquele que intercedeu pelo fim das doenças que assolavam o povo.

Outro Santo que nos inspira a rezar nestes tempos de pandemia é São Roque. Natural de uma família abastada da França, após a morte de seus pais vendeu tudo o que tinha e foi para Roma, viver uma vida de pobreza, cuidando dos mais necessitados. Chegando lá, contraiu a peste negra, doença que matou milhões de pessoas na Europa nos anos 1300. Ele se escondeu numa floresta, onde estava disposto a esperar à morte.

Entretanto, a misericórdia de Deus alcançou São Roque, que foi inspirado por Deus a tomar banho em uma fonte, e milagrosamente começou a melhorar. Um cão começou a ir, diariamente, levar-lhe pães e a lamber suas feridas. O dono do cão estranhou as idas frequentes do animal àquela floresta e seguiu o cão. Encontrando com o santo, o homem se converteu.

São Roque voltou a sua terra natal, mas foi preso por ter sido confundido com um espião. Morreu na prisão, em 16 de agosto de 1327. Sua intercessão contra as pragas começaram a ser celebradas pelo povo em meados dos anos 1414-1418, quando seus restos mortais foram transladados para Veneza. O Brasil, inclusive, tem uma cidade com o nome de São Roque, no interior de São Paulo. Na igreja principal da cidade existe uma relíquia de seu braço.

Esses são alguns das dezenas de santos que são invocados pela Igreja nestes tempos de epidemias. Somos convidados no hoje de nossa história, a fazer valer o mandato de Cristo e invocar, com confiança, estes homens e mulheres de Fé que nos antecedem no Reino de Deus, contando com suas orações perante o trono do Senhor. São Sebastião e São Roque, velem por nós.

Oração a São Sebastião

Glorioso mártir São Sebastião, soldado de Cristo e exemplo de cristão, hoje pedimos a vossa intercessão junto ao trono do Senhor Jesus, nosso Salvador, por Quem destes a vida. Vós que vivestes a fé e perseverastes até o fim, pedi a Jesus por nós para que sejamos testemunhas do amor de Deus. Vós que esperastes com firmeza nas palavras de Jesus, pedi-Lhe por nós, para que aumente a nossa esperança na ressurreição. Vós que vivestes a caridade para com os irmãos, pedi a Jesus para que aumente o nosso amor para com todos.

Glorioso mártir São Sebastião, protegei a nós e a nossos animais contra o contágio da peste, as epidemias, as doenças e a fome; defendei nossos rebanhos e nossas plantações, que são dons de Deus para o nosso bem e para o bem de todos, livrai-nos da guerra e defendei-nos do pecado, que é o maior de todos os males. São Sebastião, rogai por nós!

Oração a São Roque

São Roque, que vos dedicastes com todo o amor aos doentes contagiados pela peste, embora também a tenhais contraído, daí-nos paciência no sofrimento e na dor. São Roque, protegei não só a mim, mas também aos meus irmãos e irmãs, livrando-nos das doenças infecciosas. Por isso, hoje, rezo especialmente por uma pessoa muito querida (dizer o nome da pessoa), para que fique livre do seu mal. Enquanto eu estiver em condições de me dedicar aos meus irmãos, proponho-me ajuda-los em suas reais necessidades, aliviando um pouco o seu sofrimento.  São Roque, abençoai os médicos, fortalecei os enfermeiros e atendentes dos hospitais e defendei a todos da doenças e do perigos. Amém.

* João Eduardo é jornalista e colaborador da Arquidiocese de BH.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!



Comentários