Religião

07/04/2020 | domtotal.com

Justiça australiana anula condenação por pedofilia e liberta cardeal George Pell

Decisão na máxima instância judicial do país é uma vitória definitiva para Pell, que sempre alegou ser inocente.

'Foi reparada
'Foi reparada "uma injustiça grave', declarou Pell ao comentar a decisão. (AFP Arquivo)

O cardeal George Pell, que já foi um dos prelados mais poderosos do Vaticano, saiu da prisão nesta terça-feira, após vencer no Tribunal Superior da Austrália uma longa batalha judicial envolvendo acusações de pedofilia.

Pell, 78 anos, saiu da prisão de Barwon, na região de Melbourne, no banco de trás de um carro preto, encerrando um período de detenção iniciado em março de 2019.

O cardeal australiano foi absolvido de cinco acusações de abuso sexual contra dois coroinhas, ambos com 13 anos, na década de 90.

A sentença na máxima instância judicial do país é uma vitória definitiva para Pell, que sempre alegou ser inocente.

"Não quero que minha absolvição traga de volta a dor e a amargura que muitos sentem. Já houve suficiente dor e amargura", mas foi reparada "uma injustiça grave", declarou Pell ao comentar a decisão.

"Meu julgamento não era um referendo sobre a Igreja Católica ou sobre como as autoridades eclesiásticas da Austrália trataram o crime de pedofilia na Igreja. A questão era se eu havia cometido estes atos horríveis, e não foi esse o caso".

O ex-secretário da Fazenda do Vaticano havia sido condenado em março de 2019 a seis anos de prisão por violência sexual contra dois adolescentes em 1996 e 1997, na catedral de São Patrício de Melbourne, na qual era arcebispo.

Mas nesta terça-feira, o Tribunal Superior da Austrália, em Brisbane, concluiu que há "uma possibilidade significativa de que uma pessoa inocente seja condenada porque as provas não estabeleceram sua culpabilidade no nível probatório requerido".

Os sete magistrados do Tribunal Superior estabeleceram que o tribunal inferior se "omitiu sobre se havia uma possibilidade razoável de o crime não ter sido cometido, de modo que deveria existir uma dúvida razoável sobre a culpabilidade".




AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.
EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!