Brasil

07/04/2020 | domtotal.com

Brasil registra mortes por Covid-19 entre bebês e adolescentes

São Paulo tem duas mortes de adolescentes e um recém-nascido infectado pelo coronavírus

São Paulo tem recém-nascido com covid-19 e um bebê morreu no Ceará
São Paulo tem recém-nascido com covid-19 e um bebê morreu no Ceará (Reuters)

Embora a taxa de letalidade pelo coronavírus seja maior entre os mais velhos, alguns estados brasileiros já registraram mortes em bebês e adolescentes. O diretor-presidente da Organização Mundial da Saúde, Tedros Ghebreyesus, já havia advertido sobre o risco para jovens há duas semanas. "Vocês não são invencíveis. Esse vírus pode colocar vocês no hospital por semanas ou até matar."

Segundo o diretor clínico do grupo Fleury Celso Granato, que foi professor de Infectologia da Unifesp, embora os jovens por vezes se julguem "invulneráveis", também estão sujeitos a eventuais complicações. "Todos os cuidados sobre os quais falamos desde o início do surto devem valer igualmente para pessoas mais jovens." 

Em Pernambuco, a Secretaria da Saúde confirmou nesta segunda-feira, (06), a morte de um adolescente de 15 anos pelo novo coronavírus. O jovem é a vítima mais nova registrada em Pernambuco, que já relata 223 diagnósticos confirmados e 30 óbitos por covid-19. Na análise do governo, o estado caminha para a fase de "aceleração descontrolada" da doença. Segundo a pasta, o adolescente morava em São Lourenço da Mata, no Grande Recife, e apresentava problemas neurológicos. Ele havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município apresentando sintomas de febre, tosse e dispneia.

Já o estado de São Paulo tem duas mortes de adolescentes pela covid-19. Os dados são do boletim sobre a situação epidemiológica, disponível no site da Secretaria Estadual da Saúde, e indicam que, do total de 304 mortes, duas foram de pessoas entre 10 e 19 anos de idade.

A primeira morte nesta faixa-etária por covid-19 foi registrada no boletim do dia, e a segunda foi registrada em boletim do dia 4. Inicialmente, as duas mortes foram registradas como de adolescentes com fatores de risco, mas a partir do dia 5 de abril o boletim começou a mostrar uma delas como não tendo nenhum fator de risco associado. Procurados, a secretaria paulista e o Ministério da Saúde não deram mais detalhes.

Um recém-nascido foi diagnosticado com o novo coronavírus no Hospital e Maternidade Santa Joana, na cidade de São Paulo. Ele permanece isolado na UTI Neonatal exclusiva, sem proximidade com pacientes. O quadro é estável.

Inicialmente, o bebê apresentou um problema gastrointestinal, sintoma menos recorrente da doença causada pela covid-19. Os sintomas mais comuns são tosse seca, febre e dificuldade para respirar. Antes de ser diagnosticado, o recém-nascido dividia o mesmo ambiente com outros três bebês. Um deles também testou positivo para o coronavírus, mas, como estava assintomático, recebeu alta no sábado (04).

O Hospital Santa Joana disse que os casos de coronavírus identificados na instituição estão "dentro da expectativa", por ser uma maternidade de grande porte e ter estrutura para atender gestantes com casos de alta complexidade. O Santa Joana registrou também a entrada de uma paciente com 32 semanas de gestação e quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), e por isso, houve necessidade de antecipar o parto. O feto, porém não sobreviveu, em consequência da gravidade do quadro de saúde materno. Outras gestantes que passaram pela maternidade e testaram positivo para o coronavírus estão em isolamento domiciliar, segundo o hospital, por apresentar quadro leve da doença e se recuperam "dentro do esperado".

No estado do Ceará, uma bebê de 3 meses de idade diagnosticada com o novo coronavírus morreu na sexta-feira (03). A criança apresentava sintomas semelhantes à gripe e deu entrada em um hospital em Iguatu, a 380 km de Fortaleza, onde morreu em decorrência de complicações como pneumonia.

Os primeiros sintomas da bebê surgiram no dia 5 de março. No dia 11, a família viajou para Fortaleza para levá-la ao Hospital Albert Sabin, onde fazia acompanhamento médico por ser portadora da Síndrome de Bartter. A suspeita é que a criança tenha se contaminado com o vírus na viagem para Fortaleza. 



Receba notícias do DomTotal em seu WhatsApp. Entre agora!


Assine nossa newsletter e fique por dentro do que acontece no Brasil e no mundo com reportagens e análises. Cadastre-se !


Agência Estado



Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!