Meio Ambiente

13/04/2020 | domtotal.com

Praga de gafanhotos deixa 1 milhão de pessoas em crise alimentar na Etiópia

Agência das Nações Unidas alerta que novas nuvens do inseto podem atingir a região

Nuvens de gafanhotos afetam o leste da África por causa do aumento das chuvas
Nuvens de gafanhotos afetam o leste da África por causa do aumento das chuvas (AFP)

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) anunciou que a praga de gafanhotos na Etiópia provocou danos em 200 mil hectares de plantações e deixou 1 milhão de pessoas em uma crise alimentar.

Bilhões de gafanhotos, em enxames que pode atingir um tamanho equivalente ao da cidade de Moscou, percorreram grande parte do leste da África, incluindo Etiópia, Somália, Quênia, Djibuti, Eritreia, Tanzânia, Sudão, Sudão do Sul e Uganda. Sua reprodução foi estimulada por uma das temporadas de chuvas mais intensas das últimas décadas na região.

Na Etiópia, a praga dos gafanhotos já provocou muitas perdas de sorgo, milho e trigo e reduziu em grande medida as terras de pastagem, informou a FAO, que coordenou um estudo em parceria com o governo etíope.

A FAO destacou ainda que a atual pandemia de coronavírus pode complicar as iniciativas para mitigar as consequências humanitárias da praga, como o envio de "insumos agrícolas" e de dinheiro para os agricultores e fazendeiros. E o futuro não parece muito promissor. De acordo com a organização, outras nuvens de gafanhotos, ainda mais destrutivas, podem afetar a região.


AFP/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!