Cultura Música

11/05/2020 | domtotal.com

Vítima da Covid-19, morre aos 82 anos o sambista David Corrêa

Entre suas composições estão 'Pasárgada', 'O amigo do rei' e 'O mundo melhor de Pixinguinha'

Ele criou inúmeros sambas-enredo desde 1972, quando ingressou na ala de compositores da Portela
Ele criou inúmeros sambas-enredo desde 1972, quando ingressou na ala de compositores da Portela (Reprodução)

O cantor e compositor David Corrêa morreu no domingo (10), aos 82 anos, vítima do novo coronavírus. Ele criou inúmeros sambas-enredo para a Portela desde 1972, quando ingressou na ala de compositores da escola de samba carioca.

Entre suas composições estão Pasárgada, O amigo do rei, O mundo melhor de Pixinguinha, Amazonas, Esse desconhecido! (Delírios do eldorado verde), Amor atrevido, Barquinho branco, Bom-dia, Portela, Bonde piedade e Condomínio - algumas composições feitas em parceria com outros compositores.

Sua obra inclui ainda Macunaíma, Herói de nossa gente, de 1975, criado com Norival Reis, e que se eternizou na gravação de Clara Nunes e, depois, de Angela Maria. E ainda Hoje tem marmelada, Das Maravilhas do Mar e Fez-se o esplendor de uma noite - que foi cantado por Maria Bethânia no show gravado em CD e DVD Dentro do mar tem rio.

Ligado à Portela desde o início da carreira, o carioca David Corrêa teve passagens por outras escolas de samba. Na Mangueira, foi um dos quatro compositores do inesquecível samba Atrás da verde e rosa só não vai quem já morreu. Antes, para o Salgueiro, foi coautor de Skindô, skindô.


Agência Estado



Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!