Religião

21/05/2020 | domtotal.com

Recuperar a esperança em Maria

Maio é o mês das mães e, sobretudo, do modelo para todas elas, Maria

Que Deus nos dê a graça, pelas aparições de Fátima, de sempre e mais nos associarmos ao mistério da encarnação
Que Deus nos dê a graça, pelas aparições de Fátima, de sempre e mais nos associarmos ao mistério da encarnação (Ecclesia)

Geovane Saraiva*

Como filhos da luz e da terra, em meio à beleza dos ramos, das flores e das rosas a exalar perfumes, contendo também espinhos, somos convidados, não só a observar a beleza do mundo, mas também a observar a tarefa de recuperar a esperança, sem nunca se assombrar ou ter medo do que se encontra no seu entorno. A partir da lei do amor, ao exprimir só doçura na sua essência – no maior respeito, ternura e carinho que devemos ter neste mês de maio pela vida de nossas mães –, urge perceber a estreita harmonia entre o primeiro, o quinto e o último mandamento, no agradecimento ao seu útero sagrado de mãe, por nos gerar como dom da vida.

Pelo dom das mães, que Deus nos dê a graça do empenho pelas realizações de sua obra redentora, como os ramos bem cuidados a produzir muitos e bons frutos (cf. Jo 15, 1-8), no mesmo rigor dos discípulos de Cristo e em comunhão com a mensagem da Virgem Maria em Fátima, no permanente esforço da vivência da palavra de Deus, como prenúncio de felicidade para a criatura humana e para o mundo, e de que, pela oração, se chegue à conversão do coração e, no mundo, reinem a paz e a concórdia entre os povos.

Como é maravilhoso pensar no sentido das palavras da canção mariana! "A treze de maio na Cova da Iria / No céu aparece a Virgem Maria / A três pastorinhos, cercada de luz / Visita Maria, a mãe de Jesus / A mãe vem pedir constante oração / Pois só de Jesus nos vem a salvação / Da agreste azinheira a Virgem falou / E aos três a Senhora tranquilos deixou / Se o mundo quiserdes da guerra livrar / Fazei penitência de tanto pecar (...)".

A celebração deste treze de maio, em tempo de pandemia – coronavírus –, recordando-nos as aparições de Fátima, que envolva a humanidade, elevada e agradecida, de alma e coração aos céus, nas incontáveis manifestações de bondade do nosso Deus. Convençamo-nos de que a nova aliança, no vinho novo de outrora solicitado pela Mãe ao Filho, torna-se possível quando, a exemplo de Maria, se procura renovar os sonhos de esperança, na busca da restauração da pessoa humana, voltada para Deus e liberta de todas as solicitações do mal. Torna-se urgente o vinho novo: o de ter diante dos olhos e no coração o projeto de Deus na humanidade pacificada e reconciliada no amor.

Que Deus nos dê a graça, pelas aparições de Fátima, de sempre e mais nos associarmos ao mistério da encarnação, na melodia maravilhosa dos anjos, habitantes especiais, que povoaram os céus na noite santa do nascimento do Salvador da humanidade, reconhecendo a imensa grandeza de Deus, ao proclamar bem alto: "Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade" (cf. Lc 2, 13-14). Que nossa ação pela paz suba aos céus em oração, como pediu a Virgem de Fátima em suas aparições. Assim seja!


Receba notícias do DomTotal em seu WhatsApp. Entre agora:
https://chat.whatsapp.com/GuYloPXyzPk0X1WODbGtZU

*Geovane Saraiva é pároco de Santo Afonso, blogueiro, escritor e integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF)



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.
EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!