Cultura Artes Visuais

05/06/2020 | domtotal.com

Fotografias por Minas: projeto reúne mais 300 fotógrafos em ação solidária contra o coronavírus

Projeto arrecada R$ 90 mil em doações, que serão destinadas a entidades que atendem minorias afetadas pela pandemia no estado

Fotografias por Minas: inciativa quer arrecadar R$ 210 em doações para projetos sociais
Fotografias por Minas: inciativa quer arrecadar R$ 210 em doações para projetos sociais Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Bruna Brandão
Fotografias por Minas: foto de Bruna Brandão Foto (Foto Bruna_Brandão)
Fotografias por Minas: foto de Gui_Machala
Fotografias por Minas: foto de Gui_Machala Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Emilia_Aidar
Fotografias por Minas: foto de Emilia_Aidar Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Gustavo_Lacerda
Fotografias por Minas: foto de Gustavo_Lacerda Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Eustáquio_Neves
Fotografias por Minas: foto de Eustáquio_Neves Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Thiago Ventura/DomTotal
Fotografias por Minas: foto de Thiago Ventura/DomTotal Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Júlia_Pontés
Fotografias por Minas: foto de Júlia_Pontés Foto ()
Fotografias por Minas: foto de  Luciana_Neves
Fotografias por Minas: foto de Luciana_Neves Foto ()
Fotografias por Minas: foto de  Sarah_Becker
Fotografias por Minas: foto de Sarah_Becker Foto ()
Fotografias por Minas: foto de  Rodrigo Teles
Fotografias por Minas: foto de Rodrigo Teles Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Wesley Rodrigues
Fotografias por Minas: foto de Wesley Rodrigues Foto ()
Fotografias por Minas: foto de Isis_Medeiros
Fotografias por Minas: foto de Isis_Medeiros Foto ()

Uma iniciativa solidária que reúne mais de 300 fotógrafas e fotógrafos mineiros busca arrecadar doações para entidades e grupos sociais impactados pelo novo coronavírus. Lançada em 21 de maio, o Fotografias por Minas reúne  profissionais de renome: Gustavo Lacerda, Kika Antunes, Isis Medeiros, Eustáquio Neves, Márcia Charnizon, Pedro David, João Castilho, Thiago Ventura (jornalista do Dom Total), entre outros. A campanha segue até 12 de junho.

Cada autor, dos mais variados ramos fotográficos, doou uma imagem, que é vendida a R$ 150, valor que inclui a impressão em papel fine art e custos de envio. As imagens seguem o tema “Para imaginar um mundo novo”, em referência ao livro Ideias para adiar o fim do mundo, de Ailton Krenak. São variadas interpretações que incluem fotojornalismo, nu, still e paisagens.

As cópias/prints fine art das fotografias serão ilimitadas, pelo tempo que durar a iniciativa. As doações poderão ser feitas no site www.fotografiasporminas.com.br. As imagens serão impressas em papel Hahnemuhle Photo Rag 188 gr, em pigmento Lucia EX Pro, no formato 20 x 30cm, realizadas pela Artmosphere.

Para uma das organizadoras, Márcia Charnizon, o Fotografias por Minas busca ajudar minorias fragilizadas pela doença oferecendo a arte como recompensa pelas doações. Projetos semelhantes foram realizados em Bergamo, na Itália, e em São Paulo. “Devido à desigualdade social no Brasil, entendemos que o impacto da Covid-19 será mais grave em populações mais vulneráveis. Para nós, é importante contribuir para tentar mitigar essa situação. Doar imagens nos pareceu a ideia mais sincera.”



Desde 21 de maio até agora, o projeto conseguiu bater a meta e arrecadou R$ 90 mil. Serão beneficiadas as entidades  Comunidade Geraiseira, do Vale das Cancelas (região de Grão Mogol), Comunidade Quilombola Ausente Feliz (Serro), Creche Bom Pastor (Ibirité), Lar de Idosos Sagrada Família (Bonfim) e Proteção Animal Amigo Sem Dono (Ribeirão das Neves).

Agora, os fotógrafos esperam atingir a segunda meta, totalizando R$ 210 mil. O objetivo é atender mais grupos: Povo Xakriabá, Comunidade Quilombola Vazanteira Caraíbas, Comunidade Quilombola São Geraldo, Albergue Santo Antônio, Coletivo Cio da Terra e Povo Pataxó Hãhãhãe (Grupo Kuturãma).



Projeto Fotografias por Minas

Em 2018, foi criado o grupo Fotografia pela Democracia, formado por fotógrafas e fotógrafos em vários lugares do país. Em Belo Horizonte, o primeiro encontro presencial reuniu 127 pessoas. As conversas continuaram pelo Whatsapp, discutindo política e assuntos ligados à fotografia.

Deste grupo, surgiu a ideia de criar o projeto Fotografias por Minas, inspirado na experiência paulista e italiana. A ideia foi expandida e alcançou profissionais de várias áreas de atuação. “É uma honra integrar esse grupo, que está unido numa causa artística e social. Através nosso trabalho, do nosso olhar, estamos ajudando minorias nesse momento de crise política e sanitária. Mais uma prova do poder da fotografia em mudar a realidade, por vezes cruel e desigual”, afirma Thiago Ventura.

Entidades beneficiadas

Comunidades tradicionais Geraizeiras: 73 comunidades compõem os três Núcleos do Território Tradicional Geraizeiro de Vale das Cancelas: Núcleo de Josenópolis, Núcleo de Lamarão e Núcleo do Tinguí. As comunidades se autodefinem pelo modo de vida tradicional e pela ocupação para uso comum das áreas mais altas, conhecidas como Gerais, normalmente composta da vegetação do cerrado. As comunidades fazem uso de estratégias produtivas diversificadas, como a solta do gado e a coleta de frutos diversos e de plantas medicinais, para garantir o sustento e a reprodução social.



Comunidade Quilombola do Ausente: Localizada no município do Serro, no Vale de Jequitinhonha/MG, a agricultura é a principal fonte de renda familiar. O envolvimento no projeto Flor e Ser: Permaculturando corações e mentes, tornou possível escoamento das produções, por meio das entregas dos produtos para comunidades de Milho Verde, São Gonçalo e Diamantina. Com a pandemia, a circulação ficou precária e o isolamento foi necessário para preservar a saúde das 200 pessoas, que estão necessitando de apoio.

LarNaLuz - Creche Bom Pastor: Instituição filantrópica de utilidade pública, sem fins lucrativos, destinada ao amparo a 50 pessoas carentes, entre 21 e 67 anos, com alguma deficiência física e/ou mental em grau profundo. A entidade realiza diariamente atividades com profissionais de educação física, fisioterapia e terapia ocupacional. Promove também acompanhamento com dentista, massoterapeuta, psicóloga, assistência social, neurologista e equipe de enfermagem. Os internos recebem refeições diárias e balanceadas, acompanhadas por nutricionista. São realizados ainda círculos de música, três vezes por semana. 


Lar dos Idosos Sagrada Família: Instituição filantrópica, sem fins lucrativos, localizada no município de Bonfim, que acolhe pessoas acima de 60 anos, dando assistência, acompanhamento médico e social. A entidade atende atualmente 37 idosos, sendo 23 mulheres e 14 homens. Tem capacidade de acolher 40 pessoas e conta com 15 funcionários. É mantida com o benefício dos próprios instituídos, da Sociedade de São Vicente de Paulo e doações da comunidade.

Associação de Proteção Animal Amigo Sem Dono: Há três anos, atua pela causa animal em Ribeirão das Neves. Os recursos da entidade são provenientes de pequenas doações de pessoas física, de rifas e eventos, inviabilizados por causa da pandemia. A associação resgata animais em situação de perigo, trata e prepara para adoção; ajuda tutores carentes com doações de alimento e medicamentos; realiza campanha educativas, sobre as principais doenças dos pets e adoção responsável; denuncia maus tratos contra animais e assegura alimento aos animais de rua. 




Redação Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias