Religião

09/06/2020 | domtotal.com

Igreja dará atenção especial à Amazônia em plano pós-pandemia

Em encontro com jornalistas que trabalham no Vaticano, comissão que atua no enfrentamento da crise apresentou a linha de ação que será adotada pela Igreja nas áreas mais atingidas pela pandemia no planeta

Reunião do Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral e a mídia do Vaticano sobre o tema 'Preparando o futuro através das igrejas locais durante a pandemia de Covid-19'
Reunião do Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral e a mídia do Vaticano sobre o tema 'Preparando o futuro através das igrejas locais durante a pandemia de Covid-19' (Vatican Media)

Miriticeli Medeiros

A Igreja Católica se prepara para o que virá após a pandemia. Por desejo de papa Francisco, a Comissão Covid-19, criada pelo Departamento para o Desenvolvimento Humano e Integral, já tem um plano de crise estruturado. No caso da América Latina, o projeto pretende prestar um auxílio efetivo às comunidades mais atingidas pela pandemia na Amazônia, com o apoio da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam). “É um plano para restabelecer a dignidade das pessoas. Não queremos deixar ninguém para trás”, disse o cardeal Peter Turkson, que coordena essa força-tarefa.

Com o apoio da Cáritas e de outro órgãos católicos, a instituição pretende ajudar as populações mais atingidas pelo vírus a se reerguer. Considerando ser quase impossível ajudar todos os países, a ideia é atender aqueles mais vulneráveis. “Iremos ao encontro dessa crise humanitária com o apoio das igrejas locais”, disse Segundo Muñoz, secretário da comissão.

De acordo com os organizadores, papa Francisco teria pedido que o órgão fosse, acima de tudo, “ágil e inclusivo”. E disseram que 20 projetos estão em andamento e visam atuar na promoção dos direitos humanos, inclusive nos países não cristãos. No caso da Índia, por exemplo, onde acontece uma massiva migração interna, a Igreja chegou a auxiliar as pessoas com meios de transporte. Na Grécia, as comunidades de migrantes também têm sido assistidas pelos agentes católicos. “Preparar-se para esse futuro, como deseja o papa, significa agir hoje, significa criar condições para que esse futuro seja melhor”, disse o secretário geral da Cáritas Internacional, Aloysius John.

Em 20 de março de 2020, papa Francisco pediu ao dicastério para o desenvolvimento humano integral criasse uma comissão, em colaboração com órgãos da Cúria Romana e outras instituições. A partir de uma reflexão em torno “dos desafios socioeconômicos e culturais do futuro”, o pontífice pediu que se fizesse uma força-tarefa para enfrentá-los. O projeto é dividido em quatro grandes áreas: ecologia, saúde, economia e segurança.


Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!